Integrar ensino à pesquisa é uma das metas da nova gestão da FFCLRP

Nova diretoria quer fortalecer ainda mais as áreas de pesquisa e de apoio à comunidade interna e externa à USP 

Vista aérea dos prédios da FFCLRP, no campus da USP em Ribeirão Preto – Foto: Divulgação/FFCLRP

Os professores Marcelo Mulato e John Campbell McNamara são os novos diretor e vice-diretor, respectivamente, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) para o quadriênio 2020-2024.

Na gestão de uma das dez unidades mais produtivas da USP no que tange à pesquisa, a nova diretoria da FFCLRP, que assumiu no último dia 9 de agosto, pretende investir e incentivar a participação dos alunos em programas de iniciação científica e na pós-graduação e na formação de grupos interdisciplinares, assim como estimular parcerias internacionais. “Precisamos incentivar o aumento do número de pesquisadores visitantes, pós-doutores e jovens pesquisadores, visando não apenas ao aumento da produção científica, mas também à integração com as atividades de ensino da unidade”, destaca Mulato.

O novo diretor da FFCLRP, Marcelo Mulato – Foto: Divulgação/FFCLRP

A proposta de trabalho inclui também o incremento dos serviços já oferecidos pela unidade, além da continuidade do projeto de reestruturação da FFCLRP, com foco no fortalecimento da autonomia dos departamentos e das áreas de estudos que compõem o núcleo interdisciplinar da unidade. “Não pretendemos trazer promessas ilusórias, mas sim indicar que desejamos facilitar o pleno alcance dos objetivos elencados”, considera o novo diretor.

Para a infraestrutura, a meta é angariar recursos para a construção de novas salas e ampliação de espaços físicos para os Blocos Didáticos, assim como realizar melhorias nos laboratórios e em escritórios de professores e servidores técnicos e administrativos.

Apoio à comunidade

O acompanhamento do bem-estar e da saúde mental do corpo discente e alunos está entre as preocupações dos novos gestores. Segundo Mulato, “são poucos os recursos de consulta e amparo aos quais os discentes têm acesso e o registro de crescente ansiedade entre os estudantes é um claro indicador da necessidade de melhorias nessa área crítica”.

Na interação com a comunidade externa, a nova diretoria pretende incentivar mais atividades com a coordenação dos alunos e docentes. “Fora dos muros da USP, queremos incentivar docentes ou grupos de docentes a oferecer cursos de aperfeiçoamento e especialização em parceria com outros órgãos públicos, como a Prefeitura Municipal e os Governos Estadual e Federal, principalmente neste momento em que a sociedade tanto necessita de ações da nossa universidade”, conclui.

“A FFCLRP, ou Filô, como é carinhosamente conhecida pela comunidade acadêmica, é uma unidade caracterizada pela inovação, desde a sua criação, há mais de 55 anos. Estou certo que a gestão dos professores Marcelo Mulato e John Campbell McNamara levará adiante esse espírito inovador, que se traduzirá em propostas e projetos de sucesso nos próximos quatro anos”, ressalta o reitor da USP, Vahan Agopyan.

Quem são

John Campbell McNamara, vice-diretor da FFCLRP – Foto: Divulgação/FFCLRP

Marcelo Mulato foi vice-diretor na gestão do professor Pietro Ciancaglini, de 2016 a 2020. É graduado em Física pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde também fez mestrado e doutorado, e pós-doutorado pela Universidade de Princeton, em Nova Jersey, e pela Xerox Palo Alto Research Center, Califórnia. Tem experiência na área de Física de Materiais e Dispositivos, atuando principalmente em temas como: semicondutores, fotodiodos, transistores, filmes finos e sensores.

Foi coordenador do curso de graduação em Física Médica e da pós-graduação em Física Aplicada à Medicina e Biologia, além de também ter sido presidente da Comissão de Pós-Graduação e chefe do Departamento de Física.

John Campbell McNamara é graduado e mestre em Zoologia e Fisiologia pela Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, e doutor pelo Departamento de Oceanografia Biológica do Instituto Oceanográfico (IO) da USP. Tem pesquisas em biogeografia e fisiologia de crustáceos com grupos em Iowa, Estados Unidos, e do Equador. É chefe do Departamento de Biologia da FFCLRP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.