Instituto Butantan inaugura o primeiro Museu da Vacina da América Latina

Além da inauguração do novo museu, o governador Tarcísio de Freitas também deu início à Campanha Vacina 100 Dúvidas, com foco no aumento da cobertura vacinal do Estado de São Paulo

 07/03/2023 - Publicado há 9 meses     Atualizado: 09/03/2023 as 16:01
Por
A solenidade contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas, e do prefeito Ricardo Nunes – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Instituto Butantan inaugurou nesta terça-feira, dia 7 de março, o primeiro Museu da Vacina da América Latina. Localizado no Parque da Ciência do Butantan, o novo Museu oferece atividades interativas que ajudam o público a entender mais sobre o processo de produção das vacinas, o funcionamento do sistema imune e curiosidades sobre o universo das vacinas.

“O Instituto Butantan trabalha com educação, ensino e difusão da ciência há muitos anos. O instituto também fabrica vacinas e faz um esforço enorme para contribuir com o Programa Nacional de Imunizações, com as campanhas. Hoje mesmo saiu um caminhão com 10 milhões e 600 mil doses da vacina contra influenza, antecipando a entrega em três semanas. O Butantan está aqui a serviço da vida”, afirmou o diretor do Instituto Butantan e professor da USP, Esper Georges Kallas.

A cerimônia contou com a presença do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas; do prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes; do secretário da Saúde, Eleuses Paiva; do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Vahan Agopyan; do reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior; entre outras autoridades.

O Museu da Vacina foi construído na Casa Rosa, um casarão de 550m² que foi a primeira sede da Fazenda Butantan. Na visita, o público poderá visualizar as etapas do desenvolvimento de um imunizante, conhecer as plataformas tecnológicas vacinais, o funcionamento do sistema imune e de memória imunológica do corpo humano, além da reação do organismo vacinado, entre outras atividades interativas. Ao fim do tour no museu, os visitantes poderão ainda entrar em um cinema 6D, que simula a ação da vacina dentro do corpo humano.

As exposições são totalmente interativas, pensadas para atrair a atenção de crianças e adolescentes – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A implantação do Museu da Vacina contou com investimento de mais de R$ 13 milhões nas obras e na produção da exposição. Os recursos são oriundos do Instituto Butantan e de uma empresa parceira no desenvolvimento de imunizantes.

Vacina 100 Dúvidas

Durante a cerimônia, o governador Tarcísio de Freitas também lançou a campanha “Vacina 100 Dúvidas”, com foco no aumento da cobertura vacinal do Estado e no combate às fake news sobre vacinação. A iniciativa conta com um site, que responde às cem perguntas mais comuns sobre imunizantes e foi inaugurada com a vacinação de crianças na presença de Zé Gotinha, célebre personagem das campanhas vacinais brasileiras.

“A cobertura vacinal no Estado de São Paulo já foi superior a 90% e caiu nos últimos anos. Vamos usar todos os canais, a logística, o esforço e o apoio financeiro para fazer com que essa cobertura vacinal aumente, que a campanha de vacinação seja um grande sucesso e para que alcancemos os efeitos desejados da vacinação”, destacou Tarcísio de Freitas.

O governador também anunciou o repasse de R$ 46,6 milhões para os 645 municípios paulistas para auxiliar no esforço de imunização da população.

A prioridade é alcançar altos níveis de cobertura vacinal, sobretudo das doses que compõem o calendário básico. Entre elas estão os imunizantes contra poliomielite, meningite meningocócica conjugada, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), febre amarela, pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b), hepatite b e doenças invasivas causadas pelo hemófilo b, varicela, HPV, BCG (tuberculose) e Covid-19.

O Governo de SP tem como foco a vacinação de todas as crianças no Estado, principalmente aquelas com até 1 ano de idade. Também haverá medidas de incentivo e esclarecimento da população sobre a eficácia e segurança das vacinas, além dos riscos de adoecimento e morte das pessoas não vacinadas.

Com informações do Portal do Governo


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.