Fernando Henrique Cardoso abre série de aulas magnas FEA 75

A série de aulas magnas faz parte das comemorações pelos 75 anos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade

 Publicado: 04/10/2021  Atualizado: 08/10/2021 as 21:33
Por
Foto: Reprodução

Fernando Henrique Cardoso abriu a série de aulas magnas “FEA 75 – a Nova Era em construção”, na manhã de hoje, dia 4 de outubro. A série integra as comemorações pelos 75 anos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA).

“A marca de 75 anos de existência não garante perenidade, mas proporciona um momento de reflexão conjunta para que, olhando para o passado, percebendo o presente, possamos ter a proatividade para o nosso futuro”, ressaltou o diretor Fábio Frezatti, na abertura do evento, que também contou com a presença do vice-diretor José Afonso Mazzon.

O reitor Vahan Agopyan destacou “a ousadia de nossos antecessores que, em 1946, criaram uma Faculdade de Economia e Administração em uma universidade brasileira, recém-inaugurada, no ambiente do pós-guerra. Eles sabiam que seria fundamental para o nosso país dispor de profissionais que soubessem gerir o Brasil e entender melhor o seu desenvolvimento econômico. Hoje a FEA é uma referência nacional e internacional em administração, economia, contabilidade e atuária”.

Ex-presidente da República e professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Fernando Henrique Cardoso falou sobre sua carreira acadêmica e sua trajetória política, as características do sistema político brasileiro, o planejamento do Plano Real, sua experiência como presidente da República, a necessidade do diálogo, de ouvir aqueles que pensam de forma diferente, e a importância das universidades na formação dos cidadãos e na construção do país.

FEA 75 – a Nova Era em construção

No final da aula, o ex-reitor e docente da FEA, Jacques Marcovitch, fez um resumo das principais ideias expostas por Fernando Henrique Cardoso e falou sobre a importância de se pensar o futuro da Faculdade.

“Crises elevam a imprevisibilidade para a construção de uma nova era. A revolução industrial, do século XIX e a revolução digital do presente, permitem fazer das transformações uma oportunidade para criar um futuro melhor e oferecer segurança econômica, igualdade e justiça social. Por isso, do mesmo modo que a Universidade em seu conjunto, na preparação de seu futuro, a FEA deve ter objetivos estratégicos para adequar-se às demandas da contemporaneidade. Diante das mudanças, é preciso que continue repensando o papel dos docentes e pesquisadores e sua contribuição para o avanço do conhecimento e seu ciclo de formação”, concluiu Marcovitch.

As aulas magnas acontecerão durante toda a semana e contarão com a participação da secretária Estadual de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen da Silva (5/10); do presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, Sérgio Gusmão (6/10); do vice-presidente Sênior de Redes de Pesquisa na Elsevier, Carlos Henrique de Brito Cruz (7/10); e da deputada federal Tabata Amaral (8/10).

Outro destaque da programação é a palestra “75 anos de CAVC: uma reflexão sobre o futuro da educação”, que será realizada no dia 7 de outubro, às 17h45, e terá a participação do diretor da FEA, Fábio Frezatti, e da atual presidente do Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVC), Fabiana Martins do Rego.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.