Faculdades de Medicina da USP e da Santa Casa homenageiam doutor Arnaldo

O médico comandou a criação da Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, uma das unidades formadoras da USP

 19/10/2020 - Publicado há 2 anos  Atualizado: 04/11/2020 as 15:21
Por
A homenagem foi realizada na Sala da Congregação da Faculdade de Medicina da USP – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Há pouco mais de 100 anos, no dia 5 de junho de 1920, falecia, aos 53 anos, o doutor Arnaldo Vieira de Carvalho, médico da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo que liderou a criação da Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, em 1912, e foi seu primeiro diretor. Essa faculdade seria uma das unidades formadoras da USP, em 1934.

Em sua homenagem, representantes das duas faculdades se reuniram, no dia 19 de outubro, para plantar uma árvore de pau-ferro no jardim da Faculdade de Medicina.

“Nós somos privilegiados porque tivemos, desde o fim do século 19, líderes que acreditaram que só por meio da educação uma província periférica como era São Paulo poderia se tornar um Estado pujante. Eles tiveram que enfrentar dificuldades para implantar as instituições sólidas que hoje nos orgulham. Por isso a importância de homens como o doutor Arnaldo não pode ser esquecida”, ressaltou o reitor Vahan Agopyan.

Uma árvore de pau-ferro foi plantada no jardim da Faculdade de Medicina em homenagem ao seu primeiro diretor – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

“É com muita gratidão que estamos homenageando, mesmo neste momento de pandemia, um grande brasileiro”, afirmou o diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Também prestigiaram o evento o presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, Antonio Cleidenir Tonico Ramos, e o presidente da Associação dos Professores Eméritos da FM, Marcel Cerqueira Cesar Machado.

No encerramento, o diretor da FM, Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho, destacou a importância do plantio da árvore para aproximar ainda mais os laços entre as duas instituições.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.