Exposição apresenta cultura dos povos pré-históricos do litoral brasileiro

A mostra é composta por artefatos, painéis explicativos e vídeos sobre os sambaquis

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=288430
A exposição é gratuita e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, no prédio da Reitoria – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Está em cartaz, no espaço expositivo da Reitoria, a exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no Litoral do Brasil, organizada pelo Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE).

A mostra é uma oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a cultura dos povos sambaquieiros, sociedades complexas e sofisticadas que viveram no litoral do Brasil entre 8 mil e 1 mil anos atrás.

Compõem a exposição artefatos coletados em pesquisas arqueológicas, como zoólitos (esculturas em pedra de animais), adornos, machados e ferramentas. Painéis instalados nas paredes laterais fornecem aos visitantes informações técnicas e refletem um pouco da diversidade de abordagens científicas integradas no estudo das culturas humanas e das relações ecológicas que elas mantêm com seu ambiente.

Segundo o diretor do MAE e curador da exposição, Paulo Antonio Dantas DeBlasis, “essa não é uma exposição leve, tem muito texto e imagens para mostrar como a arqueologia explora diferentes abordagens e técnicas de outras ciências. Nosso maior objetivo é utilizar os sambaquis para mostrar a natureza interdisciplinar e integrativa da arqueologia, um foco multidisciplinar de pesquisa científica”.

Os visitantes também podem ver um vídeo sobre as etapas da construção de um modelo 3D de um zoólito e conhecer um jogo eletrônico desenvolvido com base no modo de vida dos antigos habitantes brasileiros.

“A USP possui mais de 100 coleções, além dos seus quatro grandes museus, entre eles o MAE. Essa exposição é apenas um aperitivo que incentiva a comunidade uspiana, especialmente os alunos, a visitar nossos museus e aproveitar o conhecimento disponível”, afirmou o reitor Vahan Agopyan na abertura da exposição.

Os sambaquis são sítios arqueológicos litorâneos que integram as paisagens da costa atlântica brasileira, baías e lagamares. Também conhecidos como concheiros, são depósitos naturais de cascas de ostras, conchas e restos de artefatos deixados pelos homens pré-históricos e indígenas brasileiros.

A abertura da exposição aconteceu no dia 19 de novembro, com a presença de pesquisadores e dirigentes - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no litoral do Brasil - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no litoral do Brasil - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no litoral do Brasil - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no litoral do Brasil - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no litoral do Brasil - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
O diretor do MAE, Paulo Antonio Dantas DeBlasis, e o reitor Vahan Agopyan, na abertura da exposição - Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Serviço

A exposição Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no Litoral do Brasil pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. A entrada é gratuita. O prédio da Reitoria está localizado na Rua da Reitoria, 374, na Cidade Universitária, em São Paulo.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.