Ex-ministra argentina Susana Malcorra será a nova titular da Cátedra José Bonifácio

Em 2023, a Cátedra José Bonifácio se debruçará sobre os desafios para a governança internacional, sob uma perspectiva feminista

 21/12/2022 - Publicado há 1 mês  Atualizado: 22/12/2022 as 18:43
Por
Susana Malcorra – Foto: Gazeta la Nación

A ex-ministra de Relações Exteriores e Culto da República Argentina, Susana Malcorra, será a próxima titular da Cátedra José Bonifácio. O convite foi formalmente aceito em uma reunião virtual realizada na última segunda-feira, 19 de dezembro, com a vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda; o diretor do Instituto de Relações Internacionais (IRI), Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari; e o secretário-executivo do Centro Ibero-Americano (Ciba), Gerson Damiani. Suzana Malcorra será a 10ª titular de Cátedra e a primeira argentina a ocupar a função.

Uma das fundadoras da iniciativa internacional Global Women Leaders Voices for Change and Inclusion, a ex-ministra argentina desenvolverá na USP atividades acadêmicas que investigarão os desafios e as perspectivas para a governança internacional, sob uma perspectiva feminista. 

Pedro Dallari – Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

“Um dos temas que será examinado é a conveniência da escolha de uma mulher para a posição de secretária-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2026. Susana tem defendido publicamente essa medida, por entender que terá grande impacto para a afirmação dos direitos da mulher em âmbito global”, explica Dallari.

Susana sucederá ao diplomata brasileiro e ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, titular da Cátedra em 2022. Os estudos desenvolvidos por Ricupero tiveram como tema os dois séculos da Independência do Brasil, refletindo sobre os acertos e erros para elaborar propostas para o futuro. O resultado dos trabalhos foi o lançamento do livro Balanços e Desafios no Bicentenário da Independência, disponível gratuitamente, em versão digital, no Portal de Livros Abertos da Edusp

Carreira internacional

Nascida em Rosario (Argentina), Susana Malcorra é engenheira elétrica de formação. Após décadas atuando na iniciativa privada, em 2004, tornou-se diretora de operações do Programa Mundial de Alimentação da Organização das Nações Unidas (ONU). Ainda na ONU, foi secretária-geral adjunta do Departamento de Apoio Logístico, de 2008 a 2012, e chefe de gabinete do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, de 2012 a 2015. 

Durante o governo do presidente Mauricio Macri, ocupou o cargo de ministra de Relações Exteriores e Culto da República Argentina, entre dezembro de 2015 e julho de 2017, e presidiu a 11ª Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), realizada em dezembro de 2017.

Em sua extensa e profícua experiência diplomática, Susana desempenhou papéis estratégicos e de extrema importância, coordenando, por exemplo, a missão de eliminar as armas químicas sírias e a primeira resposta de emergência ao vírus do ebola na África Ocidental. Atualmente, é conselheira sênior da Universidade IE (Espanha).

Cátedra José Bonifácio

Criada em 2013, a Cátedra José Bonifácio é uma iniciativa do Centro Ibero-Americano (Ciba), núcleo ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação e ao Instituto de Relações Internacionais (IRI), que, com apoio financeiro do Banco Santander, convida uma personalidade do mundo ibero-americano para ministrar atividades acadêmicas na Universidade durante um ano letivo.

Os catedráticos desenvolvem estudos na temática referente à sua especialidade, liderando com um grupo de pesquisadores da USP de diversas áreas, previamente selecionados. No final do período, para encerrar os trabalhos, os pesquisadores produzem uma coletânea de artigos que são reunidos em um livro publicado pela Edusp. Também são realizadas conferências abertas à comunidade e, até mesmo, específicas para docentes e discentes.

Susana Malcorra é a décima ocupante da cátedra, que já teve como titulares o ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos (2013); o secretário-geral da Secretaria-Geral Ibero-Americana, Enrique Iglesias (2014); a escritora Nélida Piñon (2015); o ex-primeiro-ministro da Espanha, Felipe González Márquez (2016); a embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes (2017); a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla (2018); o economista Enrique García (2019-2020); o também economista José Antonio Ocampo (2020-2021); e o ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero (2022).


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.