Encontro discute ética, direitos humanos e ouvidoria na Universidade

Evento, promovido pela Secretaria Geral, reuniu cerca de 60 presidentes e representantes das Comissões da USP

  • 146
  •  
  •  
  •  
  •  
(Da esq. p/ dir.) A ouvidora-geral da Universidade, Maria das Graças Bomfim de Carvalho; o presidente da Comissão de Direitos Humanos, José Gregori; o vice-reitor da USP, Antonio Carlos Hernandes; o reitor Vahan Agopyan; o presidente da Comissão de Ética, Sérgio Adorno; e o secretário-geral, Pedro Vitoriano de Oliveira – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A Secretaria Geral da Universidade promoveu, no dia 21 de novembro, uma reunião com representantes das Comissões de Ética e de Direitos Humanos e das Ouvidorias da USP, na Sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, em São Paulo.

O objetivo do encontro foi o de promover maior interação entre essas instâncias, ligadas às Unidades de Ensino e aos campi, com as dos órgãos centrais da USP, para esclarecimentos de dúvidas, alinhamento de diretrizes, procedimentos e ações.

O secretário-geral da Universidade, Pedro Vitoriano de Oliveira, deu as boas-vindas aos participantes na abertura do evento, que reuniu cerca de 60 presidentes e representantes das Comissões.

Em seguida, o reitor Vahan Agopyan destacou a necessidade do compartilhamento de experiências e da busca de sinergia entre as comissões existentes na Universidade. “Nosso ambiente universitário, principalmente no atual momento, tem que ser o mais saudável possível. Nossos princípios acadêmicos têm de ser fortemente preservados e defendidos”, considerou.

Demandas

A reunião teve sequência com a apresentação do presidente da Comissão de Direitos Humanos da USP, José Gregori, que falou sobre o escopo de atuação da Comissão, que, nos últimos anos, foi ampliado, passando a abranger também iniciativas e a política com relação a casos e denúncias de violações dos direitos da pessoa no âmbito da Universidade.

O presidente da Comissão de Ética, Sérgio França Adorno de Abreu, fez uma explanação sobre o significado do conceito de ética, sobre o Código da Ética da USP, que está passando por reformulação, e sobre o trabalho da instância que preside.

A última apresentação foi a da ouvidora-geral da Universidade, Maria das Graças Bomfim de Carvalho, que mostrou dados estatísticos da área. Segundo ela, atualmente, a USP conta com 29 Ouvidorias, das quais 17 estão ligadas a unidades em São Paulo e 12 estão distribuídas nos campi de Bauru, Ribeirão Preto, São Carlos, Piracicaba e Pirassununga.

Maria das Graças também informou que, no período de fevereiro a outubro deste ano, a Ouvidoria Geral da USP recebeu 799 demandas, relacionadas, principalmente, a questões envolvendo gestão acadêmica, administração universitária, solicitação de informações, prestação de serviços e conflitos interpessoais.

Ao final da reunião, os participantes tiveram a oportunidade de debater os temas apresentados.

  • 146
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados