Em novo comunicado, reitor anuncia ações para garantir segurança da comunidade

Vahan Agopyan também destacou o papel ativo dos grupos de pesquisa da Universidade para melhor conhecer a atuação do vírus e combatê-lo adequadamente.

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=308746

Desde a mensagem do dia 16 de março, o cenário de agravamento da pandemia Covid-19 levou as autoridades a decidirem por mais ações restritivas e a Reitoria, como já divulgado, tem feito as atualizações das medidas para garantir a segurança de sua comunidade.

Ao mesmo tempo, a USP vem colaborando intensamente com as autoridades sanitárias, particularmente com a Comissão de Contingência do Estado, na qual vários dos nossos docentes têm assento.

Além das pesquisas que tiveram destaque na grande imprensa, no dia de hoje (20/03), mais de uma dezena de grupos de pesquisa da Universidade estão desenvolvendo estudos para melhor conhecer a atuação do vírus e combatê-lo adequadamente.

A colaboração inclui, ainda, a disponibilização de leitos hospitalares para a instalação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), equipamentos e recursos humanos para a realização de testes laboratoriais para detecção da doença.

Ontem, dia 19/03, também foi criada uma rede colaborativa da USP para o auxílio de diagnósticos do coronavírus, incluindo laboratórios de 17 Unidades. É um esforço coletivo para que possamos superar as dificuldades atuais e as que virão.

Adicionalmente, o empenho de docentes e servidores técnicos e administrativos para que a Universidade continue com as suas atividades, seja presencialmente, por meio de revezamento e escalonamento, ou em teletrabalho, é uma demonstração de apreço pela Universidade Pública e uma sinalização positiva para a sociedade de que a formação de recursos humanos qualificados e o desenvolvimento de pesquisa de ponta são essenciais e não podem ser descontinuados.

Ao final de cada ano, cerca de 15 mil profissionais são formados pela USP, entre graduados e pós-graduados. Após essa crise mundial, a recuperação dependerá de termos mais força de trabalho bem qualificada disponível para garantir a retomada da economia.

Garantir a segurança da comunidade universitária e, ao mesmo tempo, seguir trabalhando nas condições possíveis é um dever que se impõe frente às necessidades coletivas do país.

Assim, novas diretrizes estão sendo tomadas no dia de hoje e serão aplicadas a partir do dia 23/03/2020. São elas:

I. Enquadramento para atividades em domicílio, adicionalmente ao apresentado pela mensagem da Codage de 17 de março.

  1. Deverão permanecer em seu domicílio, colaborando a distância (teletrabalho), mas podendo ser convocados a qualquer momento:
  • Servidor que reside com pessoa pertencente aos grupos de risco definidos na mensagem da Codage (pessoas com 60 anos de idade ou mais;  pessoas com doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico; com filhos até 10 anos de idade; com gestante).
  • Servidor que reside com ou é responsável pelos cuidados de idosos.
  • Pais de filhos com previsão de nascimento em até 30 dias.

Observação: Os servidores deverão preencher o formulário de autodeclaração (disponível no sistema MarteWeb, no item Ajuda do menu Minha Frequência), assiná-lo e encaminhá-lo, por e-mail, para a área de pessoal/CSCRH, que o transmitirá para a Chefia/Dirigente para manifestação.

II. Para os servidores com 60 anos de idade ou mais, a permanência em seu domicílio é compulsória, não é optativa.

III. As liberações para permanecer em domicílio não se aplicam aos servidores que atuam na área da Saúde e nas pesquisas relacionadas à pandemia, como já explicitado nas decisões das autoridades nacionais.

Reforço que os dirigentes devem consultar com frequência o site: coronavirus.usp.br, cujas informações são atualizadas continuamente.

A Reitoria da USP mantém-se atenta à evolução do cenário interno do Covid-19 e das orientações encaminhadas pelas autoridades sanitárias, podendo adotar novas medidas.

Com os agradecimentos a todos pela compreensão e colaboração.

São Paulo, 20 de março de 2020.

Vahan Agopyan, reitor

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.