“Cultura com educação, valores indissociáveis que têm o poder de transformar o universo ao nosso redor”

Marisa Monte recebeu o título de Doutora Honoris Causa da USP, em cerimônia realizada nesta segunda-feira, dia 24 de junho, e prestigiada por personalidades acadêmicas, artísticas e políticas

 Publicado: 24/06/2024     Atualizado: 28/06/2024 as 20:40
Por

A cerimônia de entrega do título de Doutora Honoris Causa foi realizada no auditório do Centro de Difusão Internacional da USP – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Na tarde desta segunda-feira, dia 24 de junho, a cantora, compositora, produtora musical e multi-instrumentista Marisa Monte recebeu o título de Doutora Honoris Causa da USP, uma honraria concedida a personalidades que tenham contribuído para o progresso das ciências, letras ou artes; e aos que tenham beneficiado de forma excepcional a humanidade, o País, ou prestado relevantes serviços à Universidade.

+ Mais

20231212_Marisa-Monte

Conselho Universitário aprova concessão de título de Doutora Honoris Causa à artista Marisa Monte

Marisa Monte inaugura espaço para pacientes no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas

“Nestes 90 anos de história, um dos grandes objetivos da USP é o de se aproximar cada vez mais da sociedade. Hoje, ao conceder este título à Marisa Monte, nossa Universidade dá uma demonstração clara de que este é um desígnio que estamos conseguindo alcançar. A USP é uma universidade reconhecida nacional e internacionalmente por sua excelência nas atividades de ensino e pesquisa, mas precisa estar mais aberta à sociedade, com foco na inovação, na arte e na cultura”, explicou o reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior na solenidade de entrega do título.

Marisa Monte afirmou, em seu discurso, que “em 90 anos de existência, a USP outorgou 123 títulos de Doutor Honoris Causa. Sou a terceira mulher e a primeira na área de cultura. Como primeira mulher no campo das artes, é uma honra estar aqui representando as mulheres que ao longo da história têm desempenhado um papel fundamental na construção da nossa cultura. Hoje, eu tenho a oportunidade de compartilhar com vocês a minha profunda gratidão pela música, pela cultura, pela educação. Através da minha voz, das minhas canções, eu tive a sorte de tocar os corações de tantas pessoas ao redor do mundo e, agora, ser reconhecida por uma instituição tão prestigiada como a USP é algo que me deixa sem palavras”.

A outorga do título Doutora Honoris Causa à Marisa Monte foi proposta pela Faculdade de Educação (FE) e aprovada pelo Conselho Universitário, no dia 12 de dezembro. A diretora da Faculdade de Educação, Carlota Boto, fez a saudação inicial e falou sobre a trajetória de Marisa Monte, ressaltando a qualidade do seu trabalho artístico, as atividades de pesquisa e de estudo em relação à arte e à cultura brasileiras.

A cerimônia contou com a participação da Orquestra de Câmara (Ocam) da USP, sob regência de André Bachur – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Em seguida, a professora da Faculdade de Medicina (FM), Ludhmila Hajjar, fez um discurso em homenagem à cantora, de quem é parceira no projeto do Espaço Imaginário Marisa Monte do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas. O Espaço foi criado para oferecer aos pacientes e frequentadores conforto emocional durante os períodos de internação no hospital, disponibilizando instrumentos musicais, uma televisão, materiais para desenho e livros doados por diversas editoras.

A cerimônia de entrega do título aconteceu no auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI), na Cidade Universitária, e contou com a presença dos membros do Conselho Universitário; da vice-reitora da USP, Maria Arminda do Nascimento Arruda; do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Vahan Agopyan; da primeira-dama do Brasil, Janja Lula da Silva; dos músicos Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes; entre outras personalidades acadêmico, políticas e artísticas.

Uma vida dedicada à música

“A música permitiu que eu viajasse pelo mundo todo, conhecesse lugares que eu jamais pensei em ir, encontrasse artistas de todas as culturas e me conectasse através da música – essa linguagem universal – com pessoas de todos os continentes. Vejo que para ser cigarra, tive que ser muito formiga. Trabalhei muito, passei horas e horas da minha vida em ensaios, gravações, voos, estradas, longe de casa e de meus familiares e amigos, levando a música e a beleza da cultura brasileira mundo afora. Hoje, reconheço que minha voz ecoa além dos palcos e da música e eu tenho o dever de zelar pelo patrimônio intelectual e cultural do meu País”, lembrou a nova Doutora Honoris Causa da USP.

Marisa Monte lembrou como o seu profundo interesse pela música, que surgiu ainda na infância, direcionou toda a sua vida. Também falou sobre sua atuação no estudo e na divulgação do patrimônio cultural brasileiro, na defesa dos direitos autorais, na importância da educação e em diversas causas sociais. “Receber o título de Doutora Honoris Causa pela Faculdade de Educação tem um significado especial para mim. Sou madrinha da escola mirim da Portela, junto com Paulinho da Viola, há mais de 20 anos e posso testemunhar o poder que a arte e a educação, juntas, exercem sobre a vida das pessoas. Eu represento a união da cultura com a educação, valores indissociáveis que têm o poder de transformar o universo ao nosso redor”, disse.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Na Universidade, Marisa é embaixadora do Programa USP Diversa, voltado para captação de recursos e financiamento de bolsas de permanência estudantil para alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

+ Mais

Sob a luz e o som de Marisa Monte, público é destaque na festa dos 90 anos da USP

Fundo USP Diversa une empresários e filantropos para apoiar a permanência estudantil

“Esse título é de todos aqueles que me acompanharam ao longo da minha carreira, que acreditaram em mim e que se emocionaram com a minha a arte. A música tem o poder de nos unir, de nos tocar, de nos lembrar de nossa humanidade compartilhada. Que possamos continuar a valorizar a arte, a educação, a cultura, construindo um mundo mais sensível, mais inclusivo e mais solidário. Que a música continue a tocar nossos corações e a inspirar nossas vidas. Obrigada, Universidade de São Paulo”, agradeceu a cantora.

O reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior destacou que “Marisa Monte atua em todas as fases de desenvolvimento de suas brilhantes obras. É reconhecida e admirada pelas atividades de pesquisa e de estudo em relação à arte e à cultura brasileiras. Ela utiliza a mesma metodologia que empregamos em nossos trabalhos acadêmicos”. (Clique aqui para ler a íntegra do discurso do reitor.)

Carlotti também chamou a atenção para o concerto que Marisa Monte realizou com a Orquestra Sinfônica da USP (Osusp), no dia 22, que reuniu cerca de 55 mil pessoas e rendeu mais de 12 toneladas de alimentos, arrecadadas pela Central Única das Favelas. O concerto foi um dos eventos da programação das comemorações pelos 90 anos da USP.

“Hoje é um dia de festa para todos nós que fazemos parte deste Conselho Universitário e para toda a comunidade universitária. Hoje é um dia que estamos escrevendo um capítulo importante na história da USP. Marisa, ainda bem que a USP encontrou você. Vem fazer história que hoje é dia de glória neste lugar”, concluiu o reitor no encerramento da solenidade.

Assista à íntegra da cerimônia de concessão do título Doutora Honoris Causa para a cantora Marisa Monte:

https://youtube.com/live/lu7ihO0O4WI

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.