Competição USP de Conhecimentos ultrapassa a marca de 330 mil inscritos

Com a colaboração de professores e dirigentes, a CUCo se consolida entre os alunos das escolas públicas paulistas

 24/09/2021 - Publicado há 1 mês  Atualizado: 27/09/2021 as 14:57

Por Edmilson Luchesi

Fotomontagem sobre foto de alunos realizando a prova on-line do CUCo

Programa Vem pra USP! acaba de divulgar a relação dos alunos premiados na 5ª Edição da  Competição USP de Conhecimentos (CUCo). Na lista, estão os 6.626 estudantes mais bem classificados na prova realizada na semana passada, de forma on-line.

Neste ano, 65.395 jovens do ensino médio de escola pública do Estado de São Paulo inscreveram-se para o desafio.

 Antonio Carlos Hernandes – Foto: Arquivo Pessoal

“Mesmo durante esse período de pandemia, conseguimos avançar. É um número muito expressivo, fruto de um trabalho colaborativo entre professores, dirigentes de ensino e a nossa equipe do programa; todos acreditando no potencial do aluno de escola pública e nas oportunidades que esse aluno tem ao ingressar em um curso de graduação”, afirma o vice-reitor da USP e coordenador geral do Programa Vem pra USP!, Antonio Carlos Hernandes. Segundo ele, esse trabalho soma-se a uma série de ações afirmativas que a USP vem implementando nos últimos anos, como a reserva de vagas, o que torna a instituição mais inclusiva e plural.

Somente neste ano, 1.556 participantes da CUCo ingressaram nos cursos de graduação da USP.

A primeira edição da competição aconteceu em 2017 e contou com cerca de 19 mil inscritos de escolas de 401 municípios paulistas. Hoje, alcança 100% das cidades do Estado e soma, ao longo de suas edições, 331.269 inscritos.

A CUCo tem papel fundamental para o aluno de escola pública. Além de despertar o interesse pelo curso de graduação, as ações possibilitam que ele aprimore seu conhecimento em determinadas disciplinas, conheça as oportunidades que a Universidade oferece e ainda receba prêmios que vão auxiliar nesse momento de decisão.

Para o coordenador da competição, Herbert Alexandre João, não se trata simplesmente de um teste de conhecimentos. A competição impacta diretamente o projeto de vida dos alunos e contribui para uma mudança cultural no ambiente escolar. “Sem dúvida, esse é um processo formativo que possibilita a autoavaliação e a autocrítica do aluno. Mas, o grande resultado está no fato de levar perspectivas diferentes de futuro, no qual o ensino superior passa a fazer parte, independentemente da escola, do período ou de seu perfil socioeconômico. Os professores, por sua vez, se sentem participantes e orgulhosos por serem os agentes dessa ponte com o ensino superior”, acrescenta.

 Beatriz Leal – Foto: Arquivo Pessoal

Fiquei sabendo da competição por um professor da minha escola. Ele enviou as informações no grupo da turma, então entrei no site e gostei. Já pensava em fazer curso superior, mas a CUCo me deu ainda mais confiança para poder entrar na Universidade. Isso vai mudar minha vida em tudo; vou seguir o caminho dos meus sonhos, fazer jornalismo e focar nisso.”

Beatriz Barboza Leal,
estudante premiada da Escola Amadeu Amaral, uma das mais antigas da Zona Leste de São Paulo.

 

Santos e São Carlos

Na primeira edição da CUCo, as escolas de ensino médio vinculadas à Diretoria de Ensino da região de Santos inscreveram 70 alunos para a competição. Mas foi só o começo. Com um intenso trabalho de divulgação e conscientização, a diretoria alcançou, em 2021, posição de destaque, com o maior número de inscrições: 5.415.

 João Bosco Arantes Braga Guimarães – Foto: Arquivo Pessoal

“A CUCo e suas atividades serviram para mostrar ao aluno de ensino médio público a possibilidade de ingressar na universidade. Sempre entendemos essa importância e, por isso, nossa participação foi aumentando. Infelizmente, 2020 foi um ano bastante complicado para a educação, mas com muito trabalho conseguimos nos articular novamente para a competição deste ano”, relatou João Bosco Arantes Braga Guimarães, dirigente de ensino.

A Diretoria de Ensino – Região de São Carlos também buscou formas para superar as limitações deste momento de distanciamento e bateu um recorde de participação: 94% dos 4.429 inscritos realizam a prova on-line.

Debora Gonzales Costa Blanco – Foto: Arquivo Pessoal

A dirigente Débora Gonzalez Costa Blanco explica que a Competição USP de Conhecimentos já é uma atividade incorporada pelas escolas, com etapas e ações estabelecidas. “Essa competição agita positivamente os estudantes e os professores. Temos a mobilização das inscrições, um processo onde os estudantes conhecem as possibilidades de cursos oferecidos pela USP e quais estão alinhados com seu projeto de vida. Também mostramos as ações afirmativas de incentivo ao ingresso,  como as cotas e outros apoios oferecidos. Então quando chegamos à semana da aplicação, já fizemos muita coisa  para conscientizar os jovens. A CUCo já faz parte do nosso calendário como atividade prioritária”, afirmou.

A cerimônia de premiação da CUCo deverá acontecer no mês de dezembro.

Sobre a competição

A Competição USP de Conhecimentos (CUCo) é um desafio criado exclusivamente para os estudantes do ensino médio da rede pública do Estado de São Paulo para incentivar o ingresso nos cursos de graduação da USP. Os participantes realizam uma prova de conhecimentos, elaborada de acordo com o conteúdo programático. Desde o ano passado, sua aplicação passou a ser em fase única e on-line. Aqueles com melhor nota são premiados com cursos, certificados e isenção da taxa do vestibular da Fuvest. Professores e escolas também recebem prêmios. O desafio é uma das ações do programa Vem pra USP!, realizado por meio de parceria entre a USP, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), com a colaboração das Diretorias Regionais de Ensino, do Centro Paula Souza e das escolas vinculadas.

Ingressantes na USP oriundos da CUCo do programa Vem pra USP!

2018

132

2019

521

2020

1.076

2021

1.556


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.