Comissão Permanente de Avaliação conclui relatório de avaliação institucional

Documento será entregue ao Conselho Estadual de Educação (CEE) e servirá de orientação para o processo interno de avaliação e de planejamento do próximo ciclo avaliativo

 22/12/2022 - Publicado há 1 mês  Atualizado: 06/01/2023 as 18:02
Por
Para concluir o relatório, a Comissão Plenária da CPA, presidida pela vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda, se reuniu no dia 20 de dezembro – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A Comissão Permanente de Avaliação (CPA) concluiu, no dia 22 de dezembro, o Relatório de Autoavaliação da USP, que será entregue ao Conselho Estadual de Educação (CEE) ainda este ano. O relatório abrange as atividades da Universidade desenvolvidas no período de 2018 a 2022, referente ao quinto ciclo de Avaliação Institucional.

De acordo com a deliberação do Conselho, que regulamenta a autoavaliação das Instituições de Educação Superior do Sistema Estadual de Ensino, “o processo tem como finalidade acompanhar, disciplinar e orientar o desenvolvimento das instituições quanto à qualidade de suas ações educacionais, científicas, culturais e comunitárias, incluindo a análise das condições gerais de oferta dos cursos de graduação; e subsidiar os processos de credenciamento e recredenciamento de instituições”.

Para concluir o relatório, a Comissão Plenária da CPA, presidida pela vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda, se reuniu no dia 20 de dezembro para validar as avaliações institucionais realizadas pela Câmara de Avaliação Institucional (CAI), ligada à CPA, e a estrutura do documento.

Maria Arminda explica que “a segunda finalidade do documento é orientar o processo interno de avaliação e planejamento do próximo ciclo avaliativo. O relatório deverá servir de base para reflexões junto às unidades da USP ao longo do primeiro semestre de 2023, em eventos envolvendo a comunidade docente, discente e os servidores técnicos e administrativos”.

Segundo a vice-reitora, um corpo de avaliadores externos, constituído por dirigentes e ex-dirigentes de outras instituições de ensino, contribuirá nessas reflexões, que deverão subsidiar o planejamento estratégico da Universidade.

“A avaliação institucional deve ser entendida como um processo formativo, envolvendo autodiagnóstico para reflexão sobre pontos fortes e deficiências, buscando-se, quanto às últimas, identificar suas causas e implementar medidas para sua superação, com vistas ao aprimoramento contínuo da qualidade das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão, bem como à elaboração de novas políticas educacionais e institucionais”, destaca Maria Arminda.

O presidente da CAI e vice-diretor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), José Roberto Spotti Lopes, considera que o relatório “é um produto muito importante do processo de avaliação institucional”. Segundo Lopes, além de atender à exigência do Conselho Estadual de Educação, o documento será um importante instrumento de reflexão sobre os resultados alcançados e sobre as principais dificuldades identificadas ao longo do processo. “Vamos dialogar com as diferentes unidades da USP, o que permitirá a discussão do processo como um todo e o levantamento de sugestões para o início de um novo ciclo avaliativo. Para isso, as unidades precisam receber esse feedback”, afirma.

O relatório apresenta um preâmbulo destacando as ações transversais da USP e os programas implementados pelas Pró-Reitorias no período analisado. Este panorama foi traçado a partir dos dados levantados pelo Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida), pela Superintendência de Comunicação Social e pelas próprias Pró-Reitorias e contextualiza as atividades relatadas pelas unidades acadêmicas em seus relatórios.

A avaliação na USP

O processo de Avaliação Institucional foi estabelecido na USP a partir dos anos 1990, quando foi criada a Comissão Permanente de Avaliação, que conduziu os quatro ciclos de avaliação nos períodos de 1990-2001, 2001-2005, 2005-2009 e 2010-2014.

Em 2016, o Conselho Universitário aprovou um novo regimento da CPA, que estabeleceu uma nova estrutura colegiada, com a criação da Comissão Plenária e de duas Câmaras – a Câmara de Avaliação Institucional (CAI) e a Câmara de Atividades Docentes (CAD) –, e uma nova proposta de avaliação baseada nos projetos acadêmicos das unidades.

Em função dessa mudança, o quinto ciclo de avaliação abrange o período de 2018 a 2022.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.