Cinco professores da USP estão entre os pesquisadores mais influentes do mundo

A conclusão é da pesquisa elaborada pela consultoria britânica Clarivate Analytics, que selecionou 6.216 pesquisadores de todo o mundo

Cinco docentes da USP estão entre os pesquisadores mais influentes do mundo. A conclusão é de uma pesquisa elaborada pela consultoria britânica Clarivate Analytics e divulgada no dia 19 de novembro. Figuram na classificação os professores Andre Russowsky Brunoni e Renata Bertazzi Levy, da Faculdade de Medicina (FM); Houtan Noushmehr, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP); Paulo Eduardo Artaxo Netto, do Instituto de Física (IF); e Carlos Augusto Monteiro, da Faculdade de Saúde Pública (FSP).

Divulgada anualmente desde 2014, a lista Highly Cited Researchers é elaborada a partir de uma análise da quantidade de citações de artigos publicados por um pesquisador ao longo de uma década, utilizando a plataforma Web of Science. Os selecionados para a lista pertencem ao grupo dos 1% de pesquisadores que mantiveram as mais altas médias de citações durante o período.

Neste ano, ao todo, foram selecionados 6.216 pesquisadores em 21 áreas do conhecimento. Os Estados Unidos são o país com maior número de pesquisadores mencionados, 2.737 ao todo; em seguida, aparece a China, com 636; e, em terceiro lugar, o Reino Unido, com 516. A Universidade de Harvard (EUA) é a instituição de pesquisa com maior número de pesquisadores citados, 203.

A lista também inclui 23 laureados com o Prêmio Nobel, dos quais três foram anunciados este ano: Gregg L. Semenza, na área de Medicina; John B. Goodenough, em Química; e Esther Duflo, em Economia.

Além dos docentes da USP, outros dez pesquisadores brasileiros são mencionados: Adriano Gomes Cruz (Instituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ), Alvaro Avezum (Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia), Cesar G. Victora (Universidade Federal de Pelotas); Flavio Kapczinski (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Henriette M. C. de Azeredo e Renata Valeriano Tonon (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa), José A. Marengo (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe), Mauro Galetti (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp), Miriam D. Hubinger (Universidade Estadual de Campinas – Unicamp) e Roldan Muradian (Universidade Federal Fluminense – UFF).

“A presença desses pesquisadores na lista elaborada pela Clarivate demonstra a influência significativa da produção científica brasileira no mundo. São pesquisadores que sobressaem pelo alto índice de citação por seus pares e contribuem para ampliar as fronteiras do conhecimento”, destaca o reitor da USP, Vahan Agopyan.

5

docentes da USP estão entre os pesquisadores mais influentes do mundo

Highly Cited Researchers

é uma pesquisa elaborada pela consultoria britânica Clarivate Analytics desde 2014

os selecionados pertencem
ao grupo dos

1%

de pesquisadores
mais citados no ano

Docentes da USP entre
os pesquisadores mais influentes do mundo

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

André Russowsky Brunoni

Faculdade de Medicina - FM USP

André Russowsky Brunoni é professor associado da Faculdade de Medicina da USP. É diretor do Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FM e pesquisador sênior do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa-Brasil). Desenvolve pesquisas nas áreas de depressão e transtornos do humor e neuromodulação não invasiva no tratamento dos transtornos mentais.

Carlos Augusto Monteiro

Faculdade de Saúde Pública - FSP USP

Docente da Faculdade de Saúde Pública, Carlos Augusto Monteiro aparece pela segunda vez consecutiva na lista. Desenvolve pesquisas na área de nutrição em saúde pública, com estudos sobre determinantes da tendência secular do aleitamento materno e da mortalidade infantil em países em desenvolvimento e metodologia e criação de indicadores para a avaliação antropométrica do estado nutricional de populações.

Foto: Divulgação / IEA-USP

Foto: Arquivo pessoal

Foto: João Neves

Houtan Noushmehr

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP USP

Houtan Noushmehr, docente da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, atua nas áreas de biologia geral, com ênfase em biologia molecular; epigenética, metilação de DNA, câncer e estudo do genoma. Foi um dos coordenadores do maior estudo já realizado sobre perfis moleculares de gliomas, que representam 80% dos tumores do cérebro e medula espinhal, o que levou à descoberta de novos indicadores moleculares para a caracterização desses tumores.

Paulo Eduardo Artaxo Netto

Instituto de Física - IF USP

Paulo Eduardo Artaxo Netto é o pesquisador da USP que mais apareceu na lista, sendo mencionado em 2014 (primeira edição), 2015 e 2018. Professor do Instituto de Física, Artaxo atua na área de mudanças climáticas globais, meio ambiente na Amazônia, física de aerossóis atmosféricos e poluição do ar urbana.

Foto: USP Imagens

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

Renata Bertazzi Levy

Faculdade de Medicina - FM USP

Renata Bertazzi Levy é pesquisadora científica no Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: consumo de alimentos, inquéritos sobre dietas, hábitos alimentares, alimentação complementar e escola.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.