“A USP e o ICB devem ser vistos como referência”, afirma novo diretor

Os novos dirigentes do Instituto tomaram posse em cerimônia realizada no dia 30 de agosto

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
(Da esq. p/dir) O secretário-geral da Universidade, Ignácio Maria Poveda Velasco; o diretor do ICB, Luís Carlos de Souza Ferreira; o reitor Marco Antonio Zago; o ex-diretor do ICB, Jackson Bittencourt; o novo vice-diretor do Instituto, João Gustavo Pessini Amarante Mendes; e o vice-reitor Vahan Agopyan (Foto: Cecília Bastos/USP Imagens)

No dia 30 de agosto, os professores Luís Carlos de Souza Ferreira e João Gustavo Pessini Amarante Mendes tomaram posse como novos diretor e vice-diretor, respectivamente, do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP. A cerimônia foi realizada na sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, em São Paulo.

Após a leitura e a assinatura do termo de compromisso, o novo diretor do ICB enfatizou, em seu discurso, o papel da Universidade na produção e na transferência do conhecimento para a sociedade. “A USP, de modo geral, e o ICB, em particular, devem ser vistos como uma referência para a sociedade. Temos que apresentar soluções para os problemas da sociedade, seja na questão do exemplo ético, seja na forma de usar a ciência no sentido de trazer soluções. É com essa visão que eu e o professor Gustavo estamos assumindo esse compromisso à frente do ICB”, destacou Ferreira.

O dirigente apontou como uma das principais metas de sua gestão o fortalecimento de parcerias com instituições de pesquisa nacionais, como a Fiocruz e o Instituto Butantan, e a consolidação de colaborações com entidades internacionais.

O reitor Marco Antonio Zago afirmou que aquele era “um momento de reflexão e de definir as prioridades para o futuro. Vivemos em um mundo de mudanças intensas, em que o conhecimento deve ser o motor do progresso”.

Zago elencou as principais ações desenvolvidas desde o início da sua gestão, em 2014, – dentre elas, a implementação de um novo sistema de avaliação docente, a adoção de programas voltados para incrementar a inclusão social nos cursos de graduação da Universidade e as medidas implantadas para o reequilíbrio financeiro da Instituição.

Os novos dirigentes

Luís Carlos de Souza Ferreira possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde concluiu também o mestrado e o doutorado. Sua linha de pesquisa inclui as áreas de Microbiologia, Genética Molecular e de Microrganismos, Imunologia e desenvolvimento de vacinas.

Trabalha em pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de diferentes estratégias vacinais, – dentre elas, destacam-se as pesquisas de vacinas voltadas para o controle de diarreias causadas por bactérias entéricas, dengue, cárie dental e tumores induzidos por vírus papiloma.

É responsável pelo Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas do Departamento de Microbiologia do ICB e coordena o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Vacinas da USP. Ferreira assume a Diretoria do Instituto após ter sido vice-diretor (2013-2017) e chefe do Departamento de Microbiologia (2005-2007).

O novo vice-diretor do ICB, João Gustavo Pessini Amarante Mendes, é professor titular do Departamento de Parasitologia. Possui graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Universidade de Santo Amaro, doutorado e livre-docência em Imunologia pela USP.

Atua nas áreas de Imunologia, Biologia Celular e Oncologia Experimental, principalmente nos seguintes temas: morte celular, apoptose, sinalização, imunorregulação, oncogenes e leucemia mieloide crônica. É o presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados