32 projetos de modernização curricular são selecionados pela Pró-Reitoria de Graduação

Os projetos deverão ser executados até 15 de dezembro de 2021 e as alterações curriculares serão implementadas já em 2022

Por
Ensino a distância – Foto: Governo de São Paulo

A Pró-Reitoria de Graduação (PRG) selecionou 32 projetos para integrarem o Programa Novos Currículos para um Novo Tempo, que incentiva a modernização e a reformulação curricular dos cursos de graduação da USP.

Ao todo, a Pró-Reitoria de Graduação investirá R$ 1,7 milhão em recursos que deverão ser utilizados para a aquisição de materiais de consumo e equipamentos, cursos de capacitação, diárias e hospedagem e bolsas para estudantes de graduação e de pós-graduação.

“Nesse primeiro edital do programa, tivemos 55 projetos submetidos, envolvendo a maior parte das unidades da USP. Isso mostra o empenho da Universidade em aproveitar os conhecimentos adquiridos durante a pandemia, incorporando-os nos cursos de graduação, nas diferentes áreas do saber. Infelizmente em virtude da alta demanda de projetos, todos de boa qualidade científica, a PRG não pode aceitar parte das propostas”, afirmou o pró-reitor de Graduação, Edmund Chada Baracat.

Os projetos incentivam a análise crítica da estrutura curricular atual, a incorporação de novas metodologias de ensino, o compartilhamento de estratégias bem-sucedidas e a redução do conteúdo expositivo e aumento do uso de estratégias ativas, que possibilitem aprendizagem significativa pelos estudantes.

Dos 32 projetos aprovados, 11 são da categoria Reformulações Curriculares Completas, com reformas amplas abrangendo não só os métodos, mas também os conteúdos e possibilidades; e 21 são da categoria Readequações Curriculares, com propostas para readequações de disciplinas e modificações que sirvam como estratégias-piloto.

Os projetos deverão ser executados até 15 de dezembro de 2021 e as alterações curriculares serão implementadas já em 2022.

Novos tempos

Uma das propostas aprovadas pelo edital é o de reformulação do curso de Turismo da Escola de Comunicações e Artes (ECA). A proposta foi contemplada na categoria Reformulações Curriculares Completas do programa e receberá R$ 75 mil para despesas com bolsas de estudo e equipamentos.

Para a professora Clarissa Gagliardi, coordenadora do curso, a discussão da reformulação do currículo acontece em um momento em que o próprio setor de turismo está sendo colocado à prova: “Sua lógica tradicional está sendo altamente questionada em função da pandemia; muitos especialistas acham que o mercado de turismo nunca mais será o mesmo após a covid-19”.

Para o desenvolvimento da proposta, o grupo prepara fóruns de discussão on-line com a participação de docentes do CRP, egressos do curso e discentes; representantes do mercado de trabalho; docentes, discentes e pesquisadores convidados; representantes da PRG; além de profissionais ligados às áreas de educação e novas tecnologias. “Teremos condições de discutir com diversos especialistas as tendências de transformação nessa área de atuação. Isso nos permitirá modernizar o curso em todos os sentidos, nos métodos, nos conteúdos e nas habilidades e competências para um novo perfil profissional”, explica Clarissa.

Um dos projetos selecionados na categoria Readequações Curriculares é a inclusão da disciplina Cuidado Integral ao Longo do Ciclo da Vida à Luz das Práticas Integrativas, que será oferecida aos alunos como disciplina optativa vinculada à Pró-Reitoria de Graduação.

A proposta foi construída por docentes dos cursos da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), da Escola de Enfermagem (EE) e da Faculdade de Medicina (FM), e tem o objetivo de construir uma formação mais moderna, híbrida, interinstitucional e que atenda às demandas da sociedade contemporânea nas diferentes áreas de conhecimento, sempre tendo como foco a integralidade do cuidado e a promoção do bem-estar para todas as idades.

“Frente a essa nova visão da atuação no cuidado e a importância de outras abordagens, além do modelo biomédico consagrado nos cursos de saúde ensinados e incorporados pelas universidades brasileiras, é necessária a implementação teórica e prática de Práticas Integrativas Complementares como Acupuntura, Reiki, Reflexoterapia, Aromaterapia, Fitoterapia, entre outras, contemplando um modelo de ensino híbrido à luz das melhores evidências científicas”, explica a professora do curso de Obstetrícia da EACH, Rosemeire Sartori de Albuquerque, coordenadora do projeto.

A disciplina optativa deverá estar disponível já a partir do segundo semestre deste ano. Também serão oferecidas três bolsas, duas de graduação e uma de pós-graduação.

PROJETOS APROVADOS

NOME DO PROJETOSEDE
Reformulação Completa do Curso de Marketing EACH EACH
Proposta de Reformulação do Curso de TurismoECA
Aplicando a 4ª Revolução Industrial para Cursos de Engenharia de Produção da USPEESC
Aprendizado por Competências na Engenharia Elétrica da EPUSPEP
ADM2022FEA
Reformulação do Currículo do Curso de Medicina da Faculdade
de Medicina da USP
FM
Proposta de Reformulação Curricular do Curso de Medicina da FMRP da USPFMRP
Implementação e viabilização da nova matriz curricular do curso de
graduação em Medicina Veterinária por meio da transformação digital e
self-learning em um novo tempo
FMVZ
Proposta Geral de Modernização Curricular da FOUSPFO
Reestruturação Avaliativa do Curso de Medicina de Bauru – Construindo a
Avaliação do Futuro
FOB
Reformulação das Estruturas Curriculares do Curso Bacharelado em Química do IQSC: Novo Currículo para um Novo TempoIQSC
Cuidado integral ao longo do ciclo da vida à luz das Práticas IntegrativasEACH
Fortalecimento do processo ensino- aprendizagem na EEUSP: inovação em
disciplinas interdepartamentais
EE
Estúdios de produção de conteúdo multimídia para o ensino de engenharia na EEL/USPEEL
Reestruturação do ciclo básico de engenharia da EESC: competências em
estatística e computação
EESC
Implantação de Ensino Híbrido para as Grandes Turmas do Ciclo BásicoEP
Inovação tecnológica das disciplinas geoctecnolgias do departamento de
engenharia de biossistemas (LEB/ESALQ)
ESALQ
Repensando o Primeiro AnoFAU
Inovações no ensino de Ciências FarmacêuticasFCF
Novo Direito e novo ensino jurídico no bicentenário da IndependênciaFD
Desenvolver competências e preparar para um mundo complexo: a
reformulação do Laboratório no Projeto Político-Pedagógico
FDRP
Proposta de readequação curricular do curso de ciências contábeisFEARP
Readequação curricular do eixo de disciplinas de
formação em eletrônica e instrumentação
FFCLRP
Readequação Curricular do Curso de Licenciatura e Bacharelado em Química em Tempos de Pandemia e de Novos SaberesFFCLRP
Ensino, pesquisa e extensão - novos rumos para o curso de Graduação em
História na USP
FFLCH
Tecnologia da arquitetura e urbanismo pela práticaIAU
Projeto INTEGRAÇÃO: novos contextos para a graduação em BiologiaIB
Reestruturando a grade curricular do curso de Bacharelado em Ciências
Biomédicas para um novo tempo pós- pandemia
ICB
Modernização da estrutura curricular do curso de Bacharelado em Sistemas
de Informação
ICMC
Ferramentas computacionais para a FísicaIF
Transdisciplinariedade geofísica na construção, exploração e conservação do conhecimentoIGC
Reestruturação curricular e implantação de um centro de aprendizagem ativa em Medicina VeterináriaFZEA


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.