USP-Filarmônica exibe obra de Mozart no renovado Teatro do Campus

Dias 12 e 13 de junho, orquestra estreia fosso no antigo teatro da Capela, em Ribeirão Preto, com a ópera “Bastien & Bastienne”

Por - Editorias: Cultura
Teatro com fosso para orquestra, no campus de Ribeirão Preto, é o primeiro da USP – Foto: André Estevão

.
A orquestra jovem USP-Filarmônica comemora a marca de cem concertos com a inauguração do fosso de orquestra do recém-reformado e renomeado Teatro do Campus (antiga Capela) da USP em Ribeirão Preto.

Na centésima apresentação da orquestra, será executada nos dias 12 e 13 de junho, às 20h30, a ópera Bastien & Bastienne, composta por Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), numa realização conjunta com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP e Prefeitura do Campus da USP de Ribeirão Preto. A entrada é gratuita e os lugares serão disponibilizados por ordem de chegada.

Sob regência do maestro Rubens Russomanno Ricciardi, a orquestra apresenta um novo elenco de jovens cantores. A soprano Flávia Gattás, aluna de graduação do Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP e bolsista da USP-Filarmônica, interpretará a personagem Bastienne. Já Bastien será interpretado pelo tenor alemão Johannes Grau, ex-aluno do Thomanerchor, o coro de meninos da Igreja Saint-Thomas de Leipzig, na Alemanha – o mesmo conjunto fundado em 1212 e dirigido pelo compositor alemão Johann Sebastian Bach entre 1723 e 1750 – e da Escola Superior de Música Hanns Eisler, de Berlim, capital alemã. O baixo Luis Felipe Sousa, também aluno de graduação do Departamento de Música da FFCLRP e bolsista da USP-Filarmônica, será Colas, outro personagem da ópera. Nathalia Lorda, formada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, assina a direção cênica, cenário, figurino e iluminação.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3315-0744.

Vitória Junqueira e Marcela Borges Moreira, de Ribeirão Preto

.

Textos relacionados