Série Internacional de Música destaca a sonoridade polonesa

Obras de grandes compositores da Polônia, como Penderecki, serão executadas nesta sexta-feira, na USP

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=279395
O pianista e compositor polonês Karol Szymanowski (1882-1937) – Fotomontagem: George Grantham Bain Collection e partitura Karol Szymanowski

Karol Szymanowski (1882-1937) é considerado o maior compositor e pianista polonês da primeira metade do século 20. Sua obra vai compor o repertório do próximo concerto da Série Internacional de Música da USP (SIM-USP), que acontecerá nesta sexta-feira, dia 18, às 12h30. Completando a lista de peças apresentadas estarão músicas de Wieniawski, Noskowski, Penderecki, Górecki e Bacewicz, todos compositores poloneses que viveram entre o século 19 e o século 21. 

O espetáculo contará com a apresentação do pianista Durval Cesetti, professor de Piano da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), reconhecido internacionalmente. E, como a integração entre artistas brasileiros e estrangeiros é outro ponto forte da série SIM-USP, com ele estará Mariusz Monczak, violinista e diretor da Fundacja Ars Activa, da Polônia, além de fundador de diversos festivais de música no Canadá e na Polônia.

A iniciativa de exibir um concerto totalmente dedicado à música polonesa partiu do próprio Monczak, em conjunto com a Casa Sanguzko de Cultura Polonesa, que patrocina eventos desse tipo no Brasil. “A coisa está crescendo e esses oferecimentos espontâneos de apresentação estão cada vez mais frequentes, como neste caso”, diz o pianista e professor Eduardo Monteiro, diretor da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, que é o organizador da série, em parceria com a professora Monica Lucas, também da ECA.

O professor Eduardo Monteiro, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

Desde o ano passado, Monteiro e Monica Lucas estão em contato com consulados propondo esse tipo de intercâmbio musical. “Essa parceria foi se consolidando, contando também com a ajuda da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP para viabilizar esse projeto.”

O apoio financeiro da Pró-Reitoria e dos consulados era o último passo necessário para promover a série de concertos que eles planejavam. O principal, que era o espaço e os instrumentos, eles já tinham na Sala de Música Villa-Lobos da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP, na Cidade Universitária. “Para esse tipo de evento, que traz artistas de fora, viajar com os instrumentos como o piano, por exemplo, costuma ser um problema. O fato de a gente já ter isso aqui facilita muito”, conta o professor.

Com isso, eles conseguiram organizar oito concertos este ano, de março a novembro. Como prevê o projeto, em todas as apresentações há a participação de um convidado de fora do País, e os encontros se dão na hora do almoço. “Não estamos fazendo isso necessariamente para especialistas da área, e sim para a comunidade como um todo. Por isso definimos esse horário, que é mais acessível para o público”, diz Monteiro, que acredita no sucesso do projeto, em razão do grande público que lota os concertos. 

O violinista polonês Mariusz Monczak – Foto: Divulgação / Arcadiusz Sicorski

Por questões de logística, o professor destaca que a organização do SIM-USP faz algumas exigências aos artistas. É pedido que apenas músicas clássicas sejam performadas e que a apresentação dure por volta de uma hora, no máximo. “No Brasil nós já temos uma cultura de concertos menores. E faz parte da questão da acessibilidade que um espetáculo desses na hora do almoço não seja muito longo.” 

Para Monteiro, estabelecer esses vínculos entre a Universidade e instituições que investem em projetos culturais e científicos é muito importante, “principalmente em momentos de crise, em que precisamos encontrar outras soluções para continuar promovendo a arte e a cultura neste espaço”.

O concerto da Série Internacional de Música da USP (SIM-USP), com o violinista polonês Mariusz Monczak e o pianista Durval Cesetti, acontece nesta sexta-feira, dia 18 de outubro, às 12h30, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP (Rua da Biblioteca, 21, Cidade Universitária, em São Paul0). Entrada grátis. 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •