Rádio USP toca os sucessos do grupo Som Imaginário

Programa conta a história do conjunto formado em 1969 que fez a união do rock com o jazz

O grupo Som Imaginário foi o destaque do programa USP Especiais, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido no dia 23 de outubro de 2019. Intitulado Contracultura nas Canções do Som Imaginário, o programa exibiu músicas dos dois primeiros discos do grupo, lançados em 1970 e 1971, além de contar a trajetória do conjunto. O roteiro, a apresentação e a montagem são do jornalista Gustavo Xavier, da Rádio USP.

Ouça no link acima a íntegra do programa USP Especiais, Contracultura nas Canções do Som Imaginário.

O primeiro e o segundo disco do grupo Som Imaginário, formado em 1969, lançados em 1970 e 1971 – Foto: Reprodução

O grupo Som Imaginário surgiu em 1969. Foi uma iniciativa do produtor e empresário José Mynssen, que procurava músicos para acompanhar Milton Nascimento na nova fase que ele estava iniciando em sua carreira, como explicou no programa o apresentador Gustavo Xavier. “Era uma fase aberta a experimentações. A inspiração vinha da contracultura, do rock n’roll, dos Beatles, embora o cantor continuasse incorporando as suas referências anteriores, como a música mineira e o jazz”, disse Xavier. “A busca desse grupo de músicos para acompanhar Milton Nascimento deu no Som Imaginário. Por um lado, havia ali um trio de jazz com Wagner Tiso no piano, Robertinho Silva na bateria e Luis Alves no contrabaixo. Por outro lado, Tavito no violão, Zé Rodrix no teclado e Frederiko na guitarra formavam a metade simpatizante do rock n’roll.”

Entre os sucessos do grupo que foram apresentados no programa estão Super God, de Zé Rodrix, Hey Man, de Zé Rodrix e Tavito, e Poison, de Marco Antônio e Zé Rodrix.

O programa USP Especiais vai ao ar sempre às quartas-feiras, às 21 horas, com reapresentação no sábado, às 20 horas. A Rádio USP pode ser ouvida também via internet, no endereço www.jornal.usp.br/radio.

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.