Radicado em Cingapura, músico Helder Filipov lança o álbum “Pele”

Cantor e compositor paulista foi entrevistado no programa “De Papo Pro Ar”, da Rádio USP

 06/11/2020 - Publicado há 1 ano

Ouça no link abaixo o programa De Papo Pro Ar, da Rádio USP (93, 7 MHz), transmitido no dia 6 de novembro de 2020, que apresentou entrevista com o músico paulista Helder Filipov.

Há dois anos, o músico paulista Helder Filipov se mudou para Cingapura, onde trabalha como designer de produtos. De lá, ele produziu o disco Pele, com oito músicas – duas delas inéditas, Sina e Memento. No álbum, o músico faz de tudo: compõe, faz o arranjo, canta e toca, além de assinar a coprodução, ao lado de Vivian Kuczynski e Leonardo Tows. A obra já está disponível nas plataformas digitais.

Filipov falou sobre esse trabalho no programa De Papo Pro Ar, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido nesta sexta-feira, dia 6, que exibiu a música Sina. “O disco trata de questões interiores, reflexões que fazem olhar para si, mas também externalizar. É sobre o dentro e o fora. E a superfície que faz contato com essas duas partes é a pele, por isso o título do álbum.”

O músico também falou sobre a pandemia de covid-19 em Cingapura. Segundo ele, a disciplina e a conscientização das pessoas naquele país asiático com 5 milhões de habitantes foram responsáveis pela baixa mortandade causada pela doença. Até agora 28 pessoas morreram vítimas de covid-19 em Cingapura.

Ouça no link acima a íntegra do programa.

De Papo Pro Ar é transmitido pela Rádio USP (93,7 MHz) sempre às sextas-feiras, às 18h30, inclusive via internet, através do site da emissora. No mesmo dia ele é publicado no Jornal da USP. O programa é produzido e apresentado pelo radialista Cido Tavares.

As edições anteriores de De Papo Pro Ar estão disponíveis neste link.

Capa do disco recém-lançado pelo compositor Helder Filipov – Foto: Divulgação


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.