Professores fazem debate sobre o livro Eclipse da Razão, de Max Horkheimer

Nesta terça-feira, dia 17, especialistas se reúnem na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP para discutir a obra do filósofo da escola de Frankfurt

Por - Editorias: Cultura
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

O livro Eclipse da Razão, do filósofo alemão Max Horkheimer (1895-1973), lançado pela Editora da Unesp, será tema de debate nesta terça-feira, dia 17, às 17h45, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. O evento é promovido pelo Laboratório de Estudos Marxistas (Lemarx), pelo Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (Cenedic) e pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia, todos ligados à FFLCH.

Publicado em 1947 a partir de uma série de palestras ministradas na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, Eclipse da Razão é uma das principais obras da chamada escola de Frankfurt – grupo de teóricos que, a partir de 1930, se reuniu no Centro de Pesquisa Social da Universidade de Frankfurt, na Alemanha, com o propósito de fazer uma teoria crítica da sociedade capitalista. Nela, Horkheimer expõe a degeneração da razão na filosofia e na sociedade ocidental, concluindo que a racionalidade e o progresso, em vez de libertar o homem, resultaram numa “neobarbárie” – vista, por exemplo, nas duas grandes guerras mundiais.

Para discutir a obra, estarão presentes os professores José Leon Crochik, do Instituto Psicologia da USP, Wolfgang Leo Maar, do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), e Ricardo Musse, do Departamento de Sociologia da FFLCH. O evento acontece na sala 118 da FFLCH, prédio de Filosofia e Ciências Sociais. O endereço é avenida Professor Lineu Prestes, 315, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail