Poesia mélica grega é canção para performance ao som da lira

Gênero que floresceu na Grécia arcaica é tema de novo vídeo da série “Estudos Clássicos em Dia”

 20/07/2021 - Publicado há 4 meses
A mélica grega é uma poesia feita para ser cantada – Fotomontagem com imagem de Wikimedia Commons

 

Assista no link abaixo ao vídeo A Poesa Mélica, da série Estudos Clássicos em Dia, com a professora Giuliana Ragusa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Gênero que atingiu o auge no período arcaico da cultura grega antiga – entre os séculos 7 e 6 antes de Cristo -, a poesia mélica estava imersa num ambiente eminentemente oral e numa “cultura da canção”, na expressão do classicista britânico John Herington, autor de Poetry into Drama. Trata-se de uma poesia essencialmente ligada à performance, voltada para um público presente e apresentada ao som da lira, em voz solo ou coral.

Essas são algumas características da poesia mélica citadas pela professora Giuliana Ragusa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, no mais recente vídeo da série Estudos Clássicos em Dia, produzida pela FFLCH, intitulado A Poesia Mélica.

Assista no link acima à íntegra do vídeo.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.