Peça pouco conhecida de Shakespeare estreia em São Paulo

“Tróilo e Créssida” tem a direção da professora da USP Bete Dorgam e fica em cartaz até 27 de julho no Teatro Sérgio Cardoso

 30/06/2016 - Publicado há 5 anos
20160630_00_troiloecressida
Tróilo e Créssida é uma comédia satírica de Shakespeare – Foto: Divulgação

A peça Tróilo e Créssida, de William Shakespeare (1564-1616), com direção da professora da Escola de Arte Dramática (EAD) da USP Bete Dorgam, estreia no dia 4 de julho, no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo.

Uma das peças menos conhecidas de Shakespeare, Tróilo e Créssida é uma comédia satírica que trata de questões éticas. Situada no sétimo ano da Guerra de Troia – a mítica batalha em que teriam se enfrentado gregos e troianos, no fim do século 12 antes de Cristo -, ela retrata com muito bom humor as ambições de personagens como Aquiles e Agamenon. “Ao mostrar como essas figuras gregas consideradas heroicas podem ser grotescas, a peça lança um olhar amargo sobre a humanidade, ao mesmo tempo em que é engraçada”, diz Bete, acrescentando que essa característica aproxima a peça do mundo atual, com alguns de seus líderes políticos igualmente grotescos. “É um espelho do mundo de hoje.”

A peça fica em cartaz até 27 de julho, às segundas, terças e quartas-feiras, às 19h30. Ingresso: R$ 40,00. O Teatro Sérgio Cardoso está localizado na rua Rui Barbosa, 153, na Bela Vista, em São Paulo.

Sobre a encenação da peça, Bete Dorgam falou em entrevista ao programa “Via Sampa”, da Rádio USP FM (93,7 MHz), no dia 28 de junho. O programa foi apresentado por Sandra Capomaccio. Ouça a seguir.

logo_radiousp

 

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.