Peça conta a história do Brasil segundo as mulheres

Encenada pelo grupo Estelar de Teatro, “Matriarcado de Pindorama” fica em cartaz em São Paulo até dezembro

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=207249
  • 128
  •  
  •  
  •  
  •  
Cena da peça Matriarcado de Pindorama – Foto: Divulgação/Estelar de Teatro

.

Maria Filipa, Anita Mafaltti, Maria Quitéria, Niède Guidon e Madalena Caramuru são algumas personalidades históricas retratadas na peça Matriarcado de Pindorama, que o grupo Estelar de Teatro apresenta em São Paulo até 17 de dezembro. A peça une teatro, música ao vivo, projeção de imagens, dança e poesia para mostrar a importância das mulheres na história do Brasil, desde a colonização até a atualidade.

A direção é de dois pós-graduandos da USP: Viviane Dias, que também assina o texto da peça, e Ismar Rachamm. Viviane e Rachamm fazem doutorado e mestrado, respectivamente, em Artes Cênicas na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.

Viviane foi entrevistada no programa Via Sampa, da Rádio USP (93,7 MHz) pela radialista Miriam Ramos, para falar sobre a peça. A entrevista foi ao ar no dia 30 de outubro.

Ouça no link acima a íntegra da entrevista.

A peça Matriarcado de Pindorama, do grupo Estelar de Teatro, está em cartaz até 25 de novembro (primeira temporada) e de 6 a 17 de dezembro (segunda temporada), às sextas-feiras e sábados, às 21 horas, e domingos, às 19 horas, no Teatro Estelar (Rua Treze de Maio, 120, Bela Vista, em São Paulo). O público paga quanto quiser pela entrada. Mais informações podem ser obtidas pelos telefone (11) 98957-9479 e 2738-6420.

 

  • 128
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados