Orquestras Sinfônica e de Câmara da USP se unem na Sala São Paulo

Concerto conjunto será neste sábado, dia 30, com ensaio gratuito na sexta-feira, na Cidade Universitária

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=232732
  • 176
  •  
  •  
  •  
  •  
A Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) – Foto: Marcos Santos / USP Imagens.

Neste sábado, dia 30, às 21 horas, a Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e a Orquestra de Câmara (Ocam) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP farão apresentação conjunta na Sala São Paulo. Na sexta-feira, dia 29, às 12h30, elas realizam um ensaio aberto no auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI) da USP, na Cidade Universitária, em São Paulo.

As orquestras vão abrir o programa com Short Ride in a Fast Machine, composta em 1986 pelo norte-americano John Adams. “Vibrante até o fim”, como afirma o maestro Gil Jardim, regente da Ocam, a fanfarra orquestral tem cinco minutos de duração e harmoniza os metais das sinfonias.  

A apresentação segue com Concerto Chorado, do compositor e pianista brasileiro André Mehmari. Na apresentação na Sala São Paulo, no dia 30, Mehmari será o solista. Para Gil Jardim, Mehmari é um “artista antropofágico”,  misturando influências de Stravinsky, de Ravel e da tradição do choro e da seresta brasileira..

A Orquestra de Câmara (Ocam) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – Foto: Divulgação / Ocam.

La Valse e Bolero, compostas em 1920 e 1928, respectivamente, pelo francês Maurice Ravel, encerram a apresentação da Osusp com a Ocam. La Valse homenageia a valsa vienense e o balé russo. Já Bolero foi escrita a pedido da bailarina Ida Rubinstein para um espetáculo de 1928. Jardim destaca a meticulosidade dos instrumentos usados na composição, “indo do pianíssimo ao fortíssimo num crescendo tanto de dinâmica como de densidade orquestral”.

Jardim comenta que, na escolha do repertório, procurou-se produzir um espetáculo “interessante, alegre e acessível”. No ensaio aberto, a programação será condensada, dando destaque para os trechos mais importantes das composições que serão apresentadas na íntegra na Sala São Paulo.

O maestro destaca a importância de escolher obras contemporâneas para montar o repertório, em razão da “configuração singular” da união de orquestras. A Ocam é composta por músicos mais jovens, ainda estudantes, enquanto a Osusp reúne músicos profissionais, o que permite uma rica troca de experiências e aprendizado para todos, destaca Jardim.

O concerto da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e da Orquestra de Câmara (Ocam) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP acontece neste sábado, dia 30, às 21 horas, na Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, em São Paulo). Ingressos a partir de R$ 15,00.

O ensaio aberto ocorre nesta sexta-feira, dia 29, às 12h30, no Centro de Difusão Internacional da USP (Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, 310, na Cidade Universitária, em São Paul0). Entrada grátis.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 176
  •  
  •  
  •  
  •