Nova mostra do Cinema da USP explora união entre filme e música

De 2 a 20 de outubro, a mostra “Vibrações: a Música no Cinema” vai exibir produções que unem as duas artes

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Durante a mostra, o Cinusp fará duas exibições de The Dark Side of Oz, uma versão do filme O Mágico de Oz sincronizado com o álbum The Dark Side of The Moon, de Pink Floyd – Foto: Reprodução

.
Já imaginou assistir a um filme sem música? Provavelmente seria muito estranho. Isso porque a música e o cinema sempre andaram de mãos dadas. Mesmo na época do cinema mudo, a música tinha o seu papel de fundo. É justamente essa relação tão próxima que o Cinema da USP (Cinusp) irá explorar em sua próxima mostra, 
Vibrações: A Música no Cinema. De 2 a 20 de outubro, 13 filmes serão exibidos na Cidade Universitária e no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da USP, na região central de São Paulo.

Entre os destaques da mostra está o filme Dark Side of Oz. Diversos fãs da banda Pink Floyd associam o álbum The Dark Side of the Moon ao filme O mágico de Oz. Tanto fãs da banda quanto os do filme já conseguiram compilar mais de cem momentos de sincronicidade entre o filme e o disco, como as batidas de coração que ressoam enquanto Dorothy encosta seu ouvido no peito do Homem de Lata. Assim surgiu Dark Side of Oz, que é o efeito de sincronizar a exibição do filme com o álbum. Para a exibição, que será nos dias 9 e 17 de outubro, às 16h e 19h, respectivamente, o Cinusp irá mixar o álbum do Pink Floyd com O Mágico de Oz, de 1939, do diretor Victor Fleming.

Cartaz da mostra do Cinusp – Foto: Reprodução

A mostra também conta com exibição de documentários que falam dessa proximidade entre as duas artes. É o caso do brasileiro As Canções, de Eduardo Coutinho, que apresenta histórias vinculadas à música popular brasileira, utilizando canções de Roberto Carlos, Chico Buarque e Jorge Benjor, além do filme Filhos de João, o Admirável Mundo Novo Baiano, que aborda o papel de João Gilberto na musicalidade original dos Novos Baianos.

Documentários experimentais, musicais e videoclipes também serão abordados na mostra. Segundo Renato Trevisano, um dos responsáveis pela mostra, a intenção é trazer um repertório abrangente e variado de filmes. “Tentamos ser o mais plural possível, trazendo o rock, o pop e a ópera na mesma mostra”, afirma.

A mostra Vibrações: a Música no Cinema será realizada de 2 a 20 de outubro, de segunda a sexta-feira, às 16h e às 19h, no Cinema da USP (Cinusp) Paulo Emílio (Rua do Anfiteatro, 181, Colmeias, Favo 4, Cidade Universitária, São Paulo). Aos sábados, às 16h, 18h e 20h, e aos domingos, às 18h e às 20h, as sessões serão no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da USP (rua Maria Antonia, 294, Vila Buarque, São Paulo). Entrada grátis. Mais informações e a programação completa da mostra podem ser obtidas na página eletrônica do Cinusp (www.usp.br/cinusp)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados