Músicos dão concertos pessoais on-line para pacientes com covid-19

Familiares e profissionais da saúde também podem solicitar música a qualquer momento do dia, gratuitamente

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=345868
Formado pela USP, o trompetista Bruno Luiz Lourensetto é um dos participantes do projeto que oferece música gratuitamente para amenizar os efeitos da pandemia – Foto: Reprodução

Um projeto da Sociedad Boliviana de Música de Cámara – integrada pelo trompetista Bruno Luiz Lourensetto, formado pela USP – oferece nesta semana música para pacientes com covid-19, seus familiares e profissionais de saúde que atuam no combate à doença. Desde o dia 10 até o dia 17, segunda-feira, os músicos daquela sociedade estão fazendo plantões para tocar música para esse público durante 24 horas por dia, gratuitamente. Os pedidos de músicas devem ser feitos através da página da Sociedad Boliviana de Música de Câmara no Facebook ou no Instagram.

Participam do projeto – intitulado Música para Respirar 24/7 – 14  músicos da Bolívia e de outros países, incluindo Lourensetto. Cada um deles fica à disposição em turnos de 12 horas – à semelhança do turno de trabalho dos médicos – para receber as solicitações. “Os concertos são personalizados, de um músico para um ouvinte, e têm duração flexível de 5 a 30 minutos”, explica Lourensetto, enfatizando que as apresentações podem ser feitas à hora desejada pelo ouvinte, até mesmo de madrugada. “Depois que o ouvinte nos envia a solicitação, com seu nome e número de Whatsapp, em até 20 minutos ele recebe uma mensagem de confirmação e uma chamada de um dos nossos músicos.” O repertório é elaborado pelos músicos, com o objetivo de levar tranquilidade, paz e bem-estar aos ouvintes, acrescenta o trompetista.

Músicos do Brasil, da Bolívia e de outros países fazem parte do projeto Música para Respirar 24/7 – Foto: Reprodução

“Nós nos colocamos à disposição para proporcionar o mais valioso que podemos oferecer: nossa música”, diz Lourensetto, citando os objetivos do projeto. “Nosso desejo também é mostrar como a música e a arte podem ser uma arma fundamental para superar esta crise.”

Os músicos participantes do projeto tocam os instrumentos típicos da música de câmara: clarinete, fagote, trompete, violino, violoncelo, contrabaixo e piano, além de percussão. Entre eles estão a clarinetista Camila Barrientos Ossio (Bolívia/Brasil), o fagotista Mauricio Wayar (Bolívia/Alemanha) e o violinista Gabriel Bilbao Toledo (Bolívia/Inglaterra).

Assim como os médicos trabalham em plantões de 12 horas, os músicos fazem turno de 12 horas para que os ouvintes sejam atendidos a qualquer momento do dia – Foto: Reprodução

“Queremos que cada um de nossos ouvintes se sinta animado, apoiado e acompanhado para atravessar o delicado momento pelo qual está passando e pelo qual, em diferentes níveis, estamos todos passando”, destaca o projeto da Sociedad Boliviana de Música de Cámara. “A atual crise mundial só será superada quando entendermos que a saúde do outro é também nossa saúde. A música é uma arma potente de cura e estamos formando um exército musical preparado para se unir à batalha contra esse coronavírus.”

Os pedidos de música para o projeto Música para Respirar 24/7 devem ser feitos por pacientes com covid-19, por seus familiares e por profissionais de saúde que atuam contra a pandemia pela página da Sociedad Boliviana de Música de Cámara no Facebook ou no Instagram. As mensagens devem conter nome e número de Whatsapp do ouvinte. Grátis.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.