Mostra do Cinema da USP explora a riqueza cultural do mundo árabe

Evento acontece de 13 de maio a 2 de junho e contará com curso gratuito

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=243615
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Filme egípcio Os Últimos Dias da Cidade, do diretor Tamer El Said ─ Foto: Cinusp / Reprodução
.

 

.Egito, Marrocos, Síria, Palestina, Argélia e tantos outros. Existem diversos países com ricas e complexas culturas que através de suas nuances são agrupadas e integradas ao conceito “mundo árabe”.

O cinema é uma das linguagens artísticas que mais propiciam material de estudo para se explorar uma sociedade, e por isso o Cinema Paulo Emílio da USP (Cinusp) propõe a mostra Cinema do Mundo Árabe, que ocorrerá de 13 de maio a 2 de junho. Realizada com o apoio do Instituto de Cultura Árabe (ICArabe), a mostra terá exibição de 14 filmes de diferentes países. Nas duas primeiras semanas do evento, será realizado um curso sobre o tema, ministrado pelo professor Richard Peña, da Universidade Columbia, dos Estados Unidos.

As exibições vão ocorrer de segunda a sexta-feira, em sessões às 16 e às 19 horas, na Cidade Universitária, e nos finais de semana, às 18 e às 20 horas, no Centro Universitário Maria Antonia da USP, na Vila Buarque, região central de São Paulo. É aberto a todo público interessado. A entrada é grátis.

 

 

São Eles os Cães, dirigido por Hisham Lasri ─ Foto: Cinusp / Reprodução

 

A ideia de realizar a mostra surgiu com a proposta do curso. A parceria entre o Cinusp e o professor Richard Peña vem desde o ano passado, quando ele ministrou algumas aulas na USP abordando cinema e antropologia. “Na época não foi um curso tão estruturado como teremos agora, mas já firmamos o contato. Agora ele veio com essa proposta sobre o cinema árabe e o Cinusp ajudou a viabilizá-la através da mostra”, conta Luis Henrique dos Santos, um dos curadores responsáveis.

As aulas do curso estão estruturadas em uma breve introdução, para apresentar o filme a ser abordado, a exibição da obra e um debate em que, através da discussão, se coloca o filme dentro de seu contexto histórico, cultural e estético. As aulas acontecem em português. São dez aulas que podem ser divididas em duas etapas: as primeiras cinco serão apenas sobre o cinema egípcio, já as cinco últimas abordam Argélia, Síria, Tunísia, Palestina e Líbano.

“Esse destaque do cinema egípcio vem do fato de que era o cinema predominante da região até a década de 60, e isso por inúmeras questões, como o avanço industrial e o fato de o Egito ser um centro cultural dentro da África e do mundo árabe, por exemplo”, conta Lucas Silva, que também colaborou na curadoria da mostra.

 

Omar Gatlato, dirigido por Merzak Allouache ─ Foto: Cinusp / Reprodução

 

 

Um dos filmes mais fortes entre as produções egípcias que serão exibidas é Estação do Cairo, dirigido por Youssef Chahine, considerado um dos diretores mais conceituados e influentes no mundo árabe. Inédito no Brasil, o filme Omar Gatlato – do diretor Merzak Allouache –  também é um dos destaques da mostra. Uma comédia dramática que acompanha o dia a dia de um jovem argelino e seus amigos enquanto vivem em busca de felicidade e lidam com suas inseguranças em meio à sociedade. Situado no fervor da Primavera Árabe, de 2011, o longa-metragem marroquino São Eles os Cães é uma das obras mais recentes dentro da mostra, e discute os movimentos sociais internos ao país durante esse período.

A importância de exibir obras do cinema árabe não se justifica apenas pelo fato de quão rico e diversificado esse cinema é, segundo Lucas Silva. O povo árabe é um dos que mais sofrem com representações em imagem poluídas por estereótipos, produzidas por países que não são da região. “Esta mostra serve para revelar como o mundo árabe se enxerga, e expõe suas facetas que vão além dos estereótipos. Imagens que o representam verdadeiramente”, conclui Silva.

A mostra Cinema do Mundo Árabe, do Cinema Paulo Emílio da USP (Cinusp), acontece de 13 de maio a 2 de junho. As sessões ocorrem de segunda a sexta-feira, às 16 e às 19 horas, no Cinusp (Rua do Anfiteatro, 181, Colmeias, Favo 4, na Cidade Universitária, em São Paulo),  e aos sábados e domingos, às 18 e às 20 horas, no Centro Universitário Maria Antonia da USP (Rua Maria Antonia, 258, na Vila Buarque, em São Paulo). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3091-3540. 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •