Mostra do Cinema da USP destaca atores criadores de personagens

A partir do dia 25, filmes vão mostrar atores que se destacam para além da sua atuação

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=231482
  • 139
  •  
  •  
  •  
  •  

Na história do cinema, há atores e atrizes que se destacam de maneira especial. Para além de dar vida ao personagem, certos intérpretes possuem a capacidade de criar durante esse processo, imprimindo características pessoais e autorais na atuação. Esse é o tema da mostra Ator-Autor, que será realizada pelo Cinema da USP Paulo Emílio (Cinusp) entre os dias 25 de março e 20 de abril.

“É uma mostra para falar de atores e atuação, mas não meramente para avaliar as performances. É mais para analisar a obra dos atores e atrizes que escolhemos e destacar formas de trabalho que apontem elementos autorais, olhando para o ator e a presença dele como um componente fílmico, e não apenas um veículo para o personagem”, explica o cocurador Henrique Mandruzato..

A teoria do ator-autor, tema da nova mostra, foi inaugurada em 1975 pelo pesquisador, crítico e biógrafo norte-americano Patrick McGilligan – Foto: Divulgação/Cinusp

.A mostra foi feita em parceria com Pedro Guimarães, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e Christophe Damour, da Université de Strasbourg. Ambos são pesquisadores da teoria do ator-autor, inaugurada em 1975 pelo pesquisador, crítico e biógrafo norte-americano Patrick McGilligan, e a escolha dos filmes para exibição foi ancorada nos seus estudos a respeito.

Cinco atrizes e quatro atores são foco da seleção, que busca explorar o tema a partir de óticas diversas. Por isso, será possível ver desde clássicos hollywoodianos estrelando Burt Lancaster até obras dos anos 70, com o brasileiro Tarcísio Meira e trabalhos menos conhecidos de Meryl Streep..

Um dos atores destacados na mostra é o brasileiro Tarcísio Meira. Acima, ele aparece em cena de República dos Assassinos, de 1979 – Divulgação/Cinusp

Além das exibições, em algumas datas também haverá debates após as sessões. No dia 3 de abril, Pedro Guimarães estará presente como convidado para discutir a carreira de Helena Ignez, estrela de Copacabana, Mon Amour (1970) e Barão Olavo, o Horrível (1970). Já no dia 10, Christophe Damour falará sobre o trabalho de Burt Lancaster.

Para apreciar melhor a mostra, o curador Henrique Mandruzato recomenda que o espectador busque assistir às dobradinhas, já que a programação foi feita de modo que a cada dia serão exibidos dois filmes de um mesmo ator ou atriz.

As sessões acontecem no Cinusp (Rua do Anfiteatro, 181, Colmeias, Favo 4, Cidade Universitária, em São Paulo), de segunda a sexta, às 16 e às 18 horas, e também no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da USP (Rua Maria Antonia, 258, Vila Buarque, em São Paulo), nos finais de semana às 18 e às 20 horas. Para conferir a programação completa, acesse o site.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 139
  •  
  •  
  •  
  •