Mostra de arte acessível explora o tema “árvores”

Exposição fica em cartaz até 31 de outubro no campus da USP em Bauru

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=205089
  • 53
  •  
  •  
  •  
  •  
Exposição no Centro Cultural do campus da USP em Bauru – Foto: Giane Quintela

.
A paixão por árvores fez com que dois artistas plásticos criassem um projeto que resultou na exposição Árvores, Galhos e Outros Ramos, em exibição no Centro Cultural do campus da USP em Bauru e na Biblioteca da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), também da USP.

A mostra, que pode ser vista até o dia 31 de outubro, exibe trabalhos de Grace Cristina Ferreira Donati e Carlos André Marques. Ao todo são 83 obras, entre pinturas produzidas com técnica mista, aquarela e nanquim, entre outras, 42 poesias, duas instalações e uma xiloteca com 120 amostras de espécies de árvores, provenientes de cinco continentes.

As fichas de identificação das obras foram elaboradas de modo a promover o acesso linguístico ao maior número de pessoas. Por essa razão, o conteúdo textual em português é apresentado também na língua inglesa e com pictogramas, imagens destinadas a representar os conceitos das palavras.

É a comunicação suplementar e/ou alternativa (CSA) favorecendo a comunicação entre as pessoas. Os símbolos pictográficos utilizados são propriedade do Centro Aragonés de Tecnologías para la Educación e foram criados por Sergio Palao. Parte dos símbolos foi modificada ou criada por André Marques. Grace Donati, que é coordenadora do Comitê de Comunicação Alternativa e Libras da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa), esclarece que a comunicação alternativa (com o uso de pictogramas) é mais acessível para pessoas com autismo, paralisia cerebral e dislexia, entre outras deficiências neurológicas.

A exposição é uma das ações do projeto homônimo, premiado no Edital Proac de Artes Integradas, um programa de incentivo à arte e à cultura da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

Contemplado entre mais de 200 concorrentes em 2017, o projeto foi elaborado por Grace Donati e André Marques e contou com a colaboração do engenheiro industrial madeireiro Aires Correa de Oliveira Júnior, que disponibilizou sua xiloteca particular, com as 120 amostras de espécies de árvores.

Também colaboraram com o projeto o ator e dançarino Fernando Freitas e a atriz amadora Joana Dias Calepso, aluna do primeiro ano do curso de Fonoaudiologia da FOB. Eles realizaram oficinas de declamação e performance, inclusive com um grupo de crianças com autismo.

Obras da série Caminhos, de André Marques, e poesias de Grace Donatti – Fotos: Giane Quintela

 

Poesias de Grace Donatti – Fotos: Giane Quintela

.Os artistas

Obra Girassol, de André Marques – Foto: Giane Quintela

Grace Donati é fonoaudióloga formada em 1999 na FOB. Ela coordena uma equipe numa clínica particular e participa do Programa de Pós-Doutorado do Departamento de Fonoaudiologia da FOB, com a supervisão da professora Dione Lamônica.

Em paralelo à sua atividade na área da fonoaudiologia, Grace afirma que sempre foi muito ligada a linguagens artísticas diversas, em especial à poesia. Na mostra, ela expõe 42 poesias que produziu para o projeto e algumas aquarelas.

André Marques é natural de Jaú (SP). Formado em Artes Visuais pela Universidade Paulista (Unip), foi professor no Estado e no município, mas hoje trabalha numa clínica multidisciplinar com crianças especiais, com Grace Donati. Sua identificação com desenho e artes se dá desde criança, quando descobriu sua vocação para o desenho..

Detalhe da exposição na Biblioteca da Faculdade de Odontologia de Bauru da USP – Foto: Giane Quintela

A exposição Árvores, Galhos e Outros Ramos fica em cartaz até 31 de outubro, diariamente, das 8 às 22 horas, na Biblioteca da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, em Bauru). Entrada grátis.

MARIANNE RAMALHO, de Bauru

  • 53
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados