Guilherme Wisnik é destaque na cultura brasileira

Professor da USP recebe homenagem da Associação Brasileira de Críticos de Arte

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=241991
A amplamente televisionada demolição do conjunto habitacional de Pruitt-Igoe, em abril de 1972, em imagem que faz parte do livro Dentro do Nevoeiro, de Guilherme Wisnik – Foto: Reprodução Dentro do Nevoeiro / Editora Ubu

Arquiteto, escritor, pesquisador, crítico, curador, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP e colunista da Rádio USP (93,7 MHz). É por essa multiplicidade de seres e também pelo lançamento do livro Dentro do Nevoeiro, da Editora Ubu, que o paulistano Guilherme Teixeira Wisnik recebe uma homenagem especial da tradicional Associação Brasileira de Críticos de Arte.

A cerimônia do Prêmio ABCA será realizada nesta terça-feira, dia 28 de maio, às 20 horas, no Teatro do Sesc Vila Mariana, em São Paulo. O troféu é uma escultura criada especialmente por Maria Bonomi. Uma reverência da artista para todos que atuam em prol da cultura brasileira.

O professor Guilherme Wisnik – Foto: IEA

“Eu me sinto muito honrado com a indicação para o Prêmio Destaque da ABCA”, afirma Guilherme Wisnik. “A referência é o livro que resultou da minha tese de doutorado, em que faço uma reflexão política, social e cultural do mundo contemporâneo.” Wisnik foi um dos nomes indicados por 150 críticos associados de todo o País. A premiação anual contempla dez categorias, além de três destaques e três homenagens aos que se empenharam pela arte e pela cultura brasileira em 2018 (veja a lista abaixo).

Livro de Wisnik é resultado da tese de doutorado na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP – Foto: Reprodução

Criada em 1949, a ABCA é a mais antiga associação brasileira de profissionais das artes visuais. Sua fundação, no Rio de Janeiro, foi liderada pelos críticos Sérgio Milliet, seu primeiro presidente, Mário Barata, Antonio Bento e Mário Pedrosa, entre outros. Atualmente, é presidida por Maria Amelia Bulhões, professora do Departamento de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sua finalidade é reunir os críticos, incluindo pesquisadores, historiadores, teóricos, ensaístas, jornalistas culturais e professores de história da arte e de estética, brasileiros ou domiciliados no Brasil.

Os melhores das artes de 2018

Destaques: Guilherme Wisnik, Mapa das Artes e Salão de Arte Contemporânea de Santo André

Homenagens: Daniel Santiago, Flavio Shiró e Márcio Sampaio

Prêmio Gonzaga Duque (crítico associado pela atuação durante o ano): Mônica Zielinsky

Prêmio Sérgio Milliet (crítico por pesquisa publicada): Percival Tirapeli, pela publicação Patrimônio Colonial Latino-Americano: urbanismo, arquitetura e arte sacra. São Paulo: SESC, 2018

Prêmio Mário Pedrosa (artista de linguagem contemporânea): Sandra Cinto

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante no meio artístico): Max Perlingeiro

Prêmio Mário de Andrade (crítico de arte pela trajetória – filiado ou não): Angela Ancora da Luz

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória): Claudia Andujar

Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição): Maria Luíza Távora, pela curadoria da mostra FAYGA – Entre Cores e Transparências, apresentada pelo Palácio Itamaraty, entre 19 de dezembro a 3 de março de 2019

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação e atividade no campo da arte): Museu de Arte de São Paulo – MASP

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição): Histórias Afro-Atlânticas, no Museu de Arte de São Paulo (MASP) e Instituto Tomie Ohtake

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia): Revista seLecT

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.