Gestão cultural de Mário de Andrade é tema de palestra on-line

Grátis, evento da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica da USP acontece nesta quinta-feira, dia 4, às 19 horas

 Publicado: 01/08/2022
Ensino básico – Foto: Pixabay

 

Nesta quinta-feira, dia 4, às 19 horas, a Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica dá início às suas atividades do segundo semestre do ano com uma palestra sobre a gestão cultural do escritor modernista Mário de Andrade à frente do Departamento de Cultura – equivalente à atual Secretaria de Cultura – do município de São Paulo, entre 1935 e 1938. A palestra será dada pelo professor Luiz Roberto Alves, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, autor do livro Administrar Via Cultura: Revolução Educativo-Cultural na Ex-Pauliceia Desvairada (1935-1938), lançado recentemente, como noticiou o Jornal da USP em matéria publicada em julho (disponível neste link). O evento terá transmissão gratuita através do canal da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica no youtube.

Resultado de sete anos de pesquisas nos arquivos do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP e da Revista do Arquivo Municipal (RAM), o livro revela uma administração pública da cultura e da educação “excepcional”, segundo o professor Luiz Roberto Alves. De acordo com o professor, o trabalho de Mário à frente do Departamento de Cultura promoveu “uma radical inversão de prioridades da fruição cultural, que passa das mãos de supostas elites culturais paulistanas para a juventude, migrantes e imigrantes que já corriam o risco de exclusão da pequena metrópole”. A ideia de que a educação só se totaliza na cultura move o projeto de Mário e sua equipe de integrar música, cinema, livros e outros bens e manifestações culturais com a ação educativa. “Isso se realiza nos bairros populares de São Paulo e enriquece o conhecimento culturalmente compartilhado”, destaca Alves.

+ Mais

Livro aborda a gestão cultural de Mário de Andrade em São Paulo

“Quase toda essa ação ímpar foi desmantelada com o golpe do Estado Novo de Getúlio Vargas, em 1938”, lamenta Alves, que reconhece a influência, em sua pesquisa, das observações do crítico literário Antonio Candido (1918-2017) sobre a administração de Mário no Departamento de Cultura. “Aquela administração foi um ponteiro para o futuro democrático do Brasil.”

A palestra Mário de Andrade: Administrar Via Cultura, Revolução Educativo-Cultural na Ex-Pauliceia Desvairada, do professor Luiz Roberto Alves, promovida pela Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica, será realizada nesta quinta-feira, dia 4, às 19 horas, com transmissão pelo canal da cátedra no Youtube. Grátis. Não é preciso fazer inscrição.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.