Filmes de ex-alunos da USP são destaque em mostra de cinema

Exibições acontecem no Cinesesc, em São Paulo, e vão até o dia 18 de maio

 Publicado: 13/05/2022
Por
Fotomontagem com prédio da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e logo da mostra - Arte: Jornal da USP
Fotomontagem com prédio da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e logo da mostra - Arte: Jornal da USP

A programação especial itinerante da Mostra de Cinema de Tiradentes, tradicional festival mineiro, chega a São Paulo exibindo quatro filmes dirigidos por ex-alunos do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e atuais alunos de pós-graduação na mesma instituição. Entre os dias 11 e 18 de maio, o público paulistano poderá conferir essas e outras 27 produções premiadas do cinema brasileiro contemporâneo no Cinesesc, localizado na Rua Augusta, 2.075, em São Paulo.

Inéditos em telas paulistas, os filmes selecionados participaram originalmente da versão mineira do festival, que aconteceu entre os dias 21 e 29 de janeiro deste ano e reuniu cinco títulos produzidos por ex-membros do corpo discente da ECA. O longa A Felicidade das Coisas, dirigido pela ex-aluna de Audiovisual Thais Fujinaga, é o único que não integra o roteiro paulista da Mostra Tiradentes — sua estreia no circuito comercial de cinema já está agendada para o próximo dia 17 de maio. 

Para fins competitivos, em Tiradentes, as produções foram subdivididas em duas categorias: Aurora, dedicada a longas-metragens, e Foco, a curtas. Ambos os recortes curatoriais marcam presença na Mostra Tiradentes SP, que ainda conta com a mostra exclusiva Vertentes e uma homenagem ao cineasta paulistano José Mojica Marins — conhecido também como Zé do Caixão, seu personagem mais emblemático —, que faleceu em fevereiro de 2020. 

A temática Cinema em Transição norteou esta edição da mostra, que retrata o cenário de mudanças técnicas, estéticas e econômicas enfrentadas pelo audiovisual brasileiro na atualidade. “Do desenvolvimento de projetos à produção, das filmagens à finalização, da distribuição à exibição, toda a cadeia de realização tem sido reestruturada, reconfigurada. Estamos num período histórico de aceleração dos processos, que passa pela economia e pela criatividade no audiovisual, em que o cinema brasileiro resiste e persiste, está em transição”, divulgou, em nota, a curadoria do evento.

Banners de divulgação dos filmes da mostra – Foto: Reprodução 

Na quinta-feira, dia 12 de maio, o longa de estreia do diretor Marcos Yoshi — doutorando no Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da USP, sob orientação da professora Esther Hamburger — foi exibido no Cinesesc. Em Bem-Vindos de Novo, Yoshi desenvolve um relato autobiográfico sobre sua história familiar, atravessada pelo fluxo migratório entre o Brasil e o Japão. O filme é fruto da pesquisa de mestrado do autor, na qual analisou o acervo de fotografias e vídeos de sua família, temática também presente em seu curta de 2020 Aos Cuidados Dela.

Banner de divulgação do filme – Foto: Reprodução 

Um segundo longa será exibido no evento no domingo, dia 15, às 20h30: Panorama, documentário de Alexandre Wahrhaftig, graduado pelo curso de Audiovisual da ECA e doutorando na instituição. O filme se debruça sobre a região do Jardim Panorama, bairro paulistano marcado pela extrema desigualdade social — lado a lado, a área abriga um complexo residencial luxuoso e uma favela, que sofre constantes ameaças de dissolução. Após a sessão, o público poderá participar de um debate com o diretor. 

Dentre os curtas em exibição, estão A Represa É Meu Quintal, dirigido por Bruna Carvalho, e Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui, por Érica Sarmet — ambas ex-alunas do curso superior de Audiovisual na USP. O primeiro será exibido na Mostra Tiradentes SP na segunda-feira, dia 16, às 18h, em uma sessão seguida por um debate com Bruna e mediação do curador Felipe André Silva.

Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui ocupa a tela do Cinesesc no sábado, dia 14, às 17h, em mais uma sessão seguida de um bate-papo com a idealizadora. O curta foi exibido com destaque em Tiradentes, e saiu do festival com o prêmio de Melhor Curta-Metragem, concedido pelo júri oficial da mostra. Além dessa honraria, a produção ganhou os prêmios Canal Brasil de Curtas, Melhor Curta-metragem Brasileiro no Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba e, também em janeiro, conquistou um troféu de reconhecimento ao Melhor Elenco em Curta-Metragem no Festival Sundance, maior evento do cinema independente mundial, realizado em Utah, nos Estados Unidos. Estrelado por Zélia Duncan e Bruna Linzmeyer, o filme detalhe a experiência da personagem Vange (Duncan) ao visitar uma festa lésbica pela primeira vez.

Confira mais informações sobre os filmes, ingressos para as sessões e a programação completa da 10ª Mostra Tiradentes SP no site: https://mostratiradentessp.com.br


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.