Filmes com Ricardo Darín para você assistir na quarentena

Quatro produções com participação do ator argentino estão disponíveis gratuitamente no Youtube

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=322495
O diretor argentino Ricardo Darín – Foto: Reprodução

Para você, que ama cinema e quer mais filmes para assistir na quarentena, que tal dar uma passeada pelo cinema argentino? E, para isso, não há nada melhor para começar do que com os filmes em que atua Ricardo Darín, um dos mais importantes atores da cena argentina. Vencedor de cinco prêmios Cóndor de Plata, premiação entregue pela Associação de Cronistas Cinematográficos da Argentina, e dois prêmios Sur, concedidos pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Argentina, Darín atuou em O Segredo dos Seus Olhos (2009), vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010. Para  sorte de quem está em casa, quatro filmes do ator estão disponíveis gratuitamente no YouTube.

Cena do filme El Mismo Amor, la Misma Lluvia – Foto: Reprodução

Começando com El Mismo Amor, La Misma Lluvia, de 1999, dirigido por Juan José Campanella, mesmo diretor de O Segredo dos Seus Olhos. Nesse filme, Darín atua com Soledad Villamil, que também voltaria a protagonizar com ele o filme premiado de 2009. O longa narra a história da relação entre um escritor e uma camareira aspirante a pintora, passando por quase 20 anos da trajetória desse romance conturbado. Além de passar pelos altos e baixos da relação entre os amantes, o diretor também usa a história para comentar situação política que a Argentina enfrentava na época, que incluía a Guerra das Malvinas e a redemocratização.

Cena do filme Nueve Reinas – Foto: Reprodução

Seguimos com Nueve Reinas (2000), de Fabián Bielinsky. Morto precocemente em 2006 e com uma curta filmografia, Bielinsky ganhou o Cóndor de Plata de melhor diretor por esse filme. No longa, Darín vive Marcos, um golpista que planeja, com seu parceiro Juan (interpretado por Gastón Pauls), aplicar um grande plano: vender cópias de um selo raro, apelidado de “Nove Rainhas”. Juan precisa do dinheiro para tirar seu pai da cadeia, e a relação dos dois começa a se desequilibrar. O final desse drama com certeza vai surpreender quem o assiste pela primeira vez.

Cena do filme Carancho – Foto: Reprodução

Um dos filmes mais recentes da lista é Carancho, de 2010, dirigido por Pablo Trapero. O filme representou a Argentina no Oscar de 2011, e nele Ricardo Darín interpreta o protagonista Sosa. Sosa é um advogado corrupto, apelidado de “Carancho” (uma espécie de ave de rapina), que se aproveita de vítimas de acidentes de trânsito e suas famílias. O filme então introduz Luján, uma médica usuária de drogas que se envolve com Sosa, e os dois formam o romance central do filme. Entre os altos e baixos da relação, Sosa e Luján vão tentar ajudar um ao outro a superar seus problemas.

Fechando com o filme mais novo da lista, temos Tesis Sobre un Homicídio (2013), de Hernán Goldfrid. A produção é um longa policial no qual o protagonista Roberto Bermúdez, vivido por Darín, é um especialista em direito criminal que tenta provar que um de seus alunos foi o autor de um assassinato ocorrido perto da universidade em que leciona. O aluno em questão é Gonzalo (Alberto Ammann), filho de um velho amigo de Bermúdez. A investigação leva o protagonista a se obcecar pelo jovem, e seguir uma trilha que o leva a questionar se sua suspeita é apenas uma ilusão pessoal.

Cena do filme Tesis sobre un Homicídio – Foto: Divulgação

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.