Exposição fotográfica “Olhares Cruzados” registra o Japão atual

Mostra está em cartaz até 23 de setembro no Centro Cultural do Solo Sagrado de Guarapiranga

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=188961
  • 318
  •  
  •  
  •  
  •  
A exposição Olhares Cruzados traz fotos da paisagem do Japão e do cotidiano das cidades japonesas – Fotos: Atílio Avancini e Joel La Laina Sene

Os fotógrafos Atílio Avancini e Joel La Laina Sene – ambos professores da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – revelam o cotidiano das cidades japonesas na exposição Olhares Cruzados, em cartaz no Centro Cultural do Solo Sagrado de Guarapiranga, em São Paulo. Neste domingo, dia 26, às 10h30, eles se reúnem com os visitantes para contar a sua trajetória na fotografia e também para falar sobre a importância da imagem na sociedade contemporânea. Na mesma ocasião, a professora Michiko Okano, que leciona História da Arte Asiática na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordena o Grupo de Estudos de Arte Asiática da USP, também fará uma palestra sobre o intercâmbio cultural entre o Brasil e o Japão.

No decorrer de um ano, Avancini e Sene foram convidados para dar aulas sobre Cultura Brasileira na Kyoto University Foreign Studies, no Japão. Uma viagem que resultou em centenas de fotos que registram a natureza do Japão e a paisagem humana, com as suas tradições, histórias e o cotidiano das principais cidades.

A mostra é organizada pelo Setor de Cultura e Arte da Fundação Mokiti Okada em homenagem aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. O público pode observar, em uma seleção de imagens, duas narrativas diferentes sobre os mesmos lugares.

A fotografia é um artifício da memória. Por isso, como fotógrafo, eu me perco no espaço e tempo desconhecido.”

.

Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Joel La Laina Sene
Foto: Atílio Avancini
Foto: Atílio Avancini
Foto: Atílio Avancini
Foto: Atílio Avancini
Foto: Atílio Avancini
Foto: Atílio Avancini

 

Atílio Avancini, professor de Fotojornalismo da ECA, é o repórter buscando flagrar e imprimir o movimento da realidade. Todas as suas imagens são em preto e branco. “Procurei desconstruir clichês das cidades japonesas retratadas”, explica. “Sem pauta para o ato fotográfico, fiquei aberto às descobertas do percurso ao privilegiar o contato direto com as pessoas.”

Joel La Laina Sene, professor de Cinema da ECA, busca as cenas além da luz. Procura destacar a cor e o movimento. Suas fotos contam histórias, conflitos e emoções. “A fotografia é um artifício de memória. Por isso, como fotógrafo, eu me perco no espaço e tempo desconhecido para lembrar que estive lá entre instantes especiais”, conta. “Vivi o Japão em duas oportunidades: no ano letivo 2009-2010 e na primavera de 2015. Sou um cronista no limiar entre o documental e o ficcional. Realizei um conjunto imenso de imagens e séries fotográficas, sob o ponto de vista do cronista.”

Em Olhares Cruzados, Sene e Avancini buscam a essência da ação de fotografar convidando à reflexão sobre a travessia humana e a arte de viver. Com 327 mil metros quadrados, o Solo Sagrado – onde se encontra a mostra, próximo à Represa de Guarapiranga, na zona sul paulistana – é considerado o maior espaço de meditação do País, contando com jardins, praças, lagos, um templo circular e uma torre de 71 metros. Inaugurado em 1995 pela Igreja Messiânica, busca propiciar a sintonia com a natureza e a arte.

Todas as atividades trabalham a arte como instrumento de educação, promovendo a consciência estética.”

O setor Cultura e Arte da Fundação Mokiti Okada tem como meta o incentivo à arte através de diversas ações, como palestras, cursos, residências artísticas e exposições. “Todas as atividades trabalham a arte como instrumento de educação, promovendo a consciência estética e o conhecimento dos efeitos da criação artística”, observa a diretora Jô Reginatto. “Um dos objetivos é a valorização da prática artística como forma de expressão humana, incorporando-a ao cotidiano de cada um.”

Anualmente, a Fundação Mokiti Okada disponibiliza o edital Exposições Solo Sagrado de Guarapiranga, incentivando os artistas do País. Os selecionados apresentam seus trabalhos em exposições programadas no decorrer do ano.

O processo seletivo de exposições deste ano já está aberto. A seleção vai até o próximo dia 28 de setembro. As obras escolhidas serão expostas no Solo Sagrado em 2019. As inscrições são para pintura, desenho, gravura, escultura e videoinstalação. Os interessados devem acessar o edital no site da Fundação Mokiti Okada.

Atílio Avancini (à esquerda) e Joel La Laina Sene – Foto: Arquivo pessoal

A exposição fotográfica Olhares Cruzados, de Atílio Avancini e Joel La Laina Sene, está em cartaz até 23 de setembro no Centro Cultural do Solo Sagrado de Guarapiranga (Avenida Professor Hermann Von Lhering, 6.567, antiga estrada Jaceguai, Guarapiranga, em São Paulo). Entrada grátis. As visitas devem ser agendadas pelo telefone (11) 5087-5056 ou pelo e-mail culturaearte@fmo.org.br.

  • 318
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados