Exposição de arte urbana alerta sobre problemas auditivos

Mostra traz 60 esculturas de orelhas em formato gigante espalhadas pela capital paulista

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Esculturas mostradas na Ear Parade foram criadas por diferentes artistas – Foto: Luan Almeida / Divulgação

Até 22 de agosto, a cidade de São Paulo sedia a exposição Ear Parade, uma mostra de arte urbana que alerta sobre os problemas relacionados à saúde auditiva e a necessidade de cuidar bem da audição. Ela consiste na apresentação de 60 esculturas de orelhas em formato gigante (2,40 m de altura), de autoria de vários artistas plásticos, espalhadas por diferentes locais da capital, entre eles a Avenida Paulista – ao longo da qual foram instaladas 13 obras -, Praça da República, Metrô Tatuapé, Viaduto do Chá, Hospital das Clínicas e Parque Ibirapuera. Há esculturas também em Osasco e Campinas.

A Ear Parade fica em cartaz até 22 de agosto – Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

“A arte urbana é uma possibilidade que a gente tem de transmitir uma mensagem gratuitamente”, disse o organizador da exposição e professor da Faculdade de Medicina da USP, Ricardo Ferreira Bento, em entrevista no programa Via Sampa, da Rádio USP (93,7 MHz). “A mensagem da Ear Parade leva a refletir sobre o problema da audição, que é considerada pela Organização Mundial da Saúde uma das cinco prioridades do século 21″, acrescentou o professor, lembrando que, com o aumento da expectativa de vida, praticamente 100% das pessoas terão problemas auditivos.

Ouça no link acima a íntegra da entrevista, concedida à radialista Miriam Ramos.

Aberta no dia 24 de julho passado, a Ear Parade é uma realização da Fundação Otorrinolaringologia, com organização da Artery Produções.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •