Evento celebra os 100 anos do sociólogo francês Edgar Morin

Especialistas debatem o pensamento do sociólogo francês nesta quinta e sexta-feira, com transmissão ao vivo

 19/10/2021 - Publicado há 2 meses
Por
O pensador francês Edgar Morin – Foto: Alexandre Nunes/Sesc

 

Em 8 de julho deste ano, o sociólogo e filósofo francês Edgar Morin completou um século de vida. Para comemorar a data, será realizado nesta quinta e sexta-feira, dias 21 e 22, o 1º Encontro de Diálogos Interdisciplinares Latino-americanos – Comemorando os 100 anos de Edgar Morin, com transmissão pelo Youtube. O evento é promovido pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e pelo Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam), também da USP.

O encontro terá a participação dos jornalistas e professores Cremilda Medina, da ECA, e Juremir Machado da Silva, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Eles vão apresentar suas impressões sobre a vida e a obra do pensador francês, informa a professora Lucilene Cury, docente da ECA e estudiosa da epistemologia do pensamento complexo de Edgar Morin, que mediará o diálogo.

“Os professores convidados são estudiosos do pensamento de Edgar Morin e a proposta que norteou esse encontro, desde seu início, é que, a partir de um diálogo aberto entre eles, com a equipe organizadora e com os participantes, todos em contato a distância nestes tempos de pandemia, o professor Morin possa ser ainda mais conhecido, tanto nos diversos aspectos da sua vida quanto nos acadêmicos e outros”, afirma Lucilene.

A abertura do evento acontece às 14 horas da quinta-feira, dia 21. Já na sexta-feira, dia 22, nos períodos da manhã e da tarde, serão apresentados 20 trabalhos relacionados à interdisciplinaridade e à epistemologia da complexidade. Lucilene explica que o pensamento complexo, assim nomeado por Morin, “busca ampliar a importância do sujeito, que não é apenas um ser racional, mas afetivo, amoroso, fraterno, e como tal deve ser estudado, o que se traduz numa outra maneira de educar, de pesquisar e de compreender a sociedade”. Dessa forma, os docentes que estudam as ideias de Morin buscam, nas pesquisas que realizam e orientam, se voltar “sempre para uma interdisciplinaridade possível, não só teórica, mas também prática, que admitimos, não é uma tarefa tão fácil”, acrescenta a professora.

+ Mais

Ideias da compreensão consciente e caminhos dos cruzamentos inconscientes

Quanto ao trabalho acadêmico de Morin voltado à América Latina, Lucilene destaca Para Um Pensamento do Sul: Diálogos com Edgar Morin, um material bibliográfico dedicado ao tema publicado em 2011 pelo Sesc. O objetivo era, de acordo com a professora, discutir as contribuições do pensamento do Hemisfério Sul para uma nova política de civilização. “Nele encontram-se ideias importantes para a compreensão do papel da América Latina, da valorização necessária de sua cultura, assim como os múltiplos conhecimentos, os diversos saberes e as diferentes artes de viver, para que seja possível uma problematização sobre esse pensamento do sul”, completa. Ela ainda destaca a paixão de Morin pelo Brasil, um fator que traz sentimentos de proximidade ao pensador, pelo compartilhamento de “gostos comuns como a música, a festa e as pessoas”.

Segundo Lucilene, a importância do sociólogo e filósofo é, hoje, ainda mais grandiosa. “Com todo seu saber, no topo de cem anos vividos intensamente, na política, na educação e na ciência, ele tem contribuído com textos brilhantes, entrevistas instigantes e a publicação recente de um novo livro, com a capacidade ímpar de mostrar caminhos de esperança no turbilhão das agruras pelas quais passa o planeta todo”, reflete Lucilene.

Banner do evento – Foto: Reprodução

 

O 1º Encontro de Diálogos Interdisciplinares Latino-americanos – Comemorando os 100 anos de Edgar Morin será realizado nesta quinta-feira, dia 21, às 14 horas, e na sexta-feira, dia 22, com transmissão ao vivo pelo Youtube. O evento é promovido pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e pelo Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam), também da USP.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.