Evento celebra o centenário do multifacetado Jacó Guinsburg

Nesta terça-feira, Sesc e Editora Perspectiva promovem colóquio sobre o editor, professor e crítico de teatro

 20/09/2021 - Publicado há 1 mês
Por
Jacó Guinsburg (1921-2018) – Foto: ECA

A partir desta semana, o Sesc São Paulo e a Editora Perspectiva dão início ao ciclo 100 Jacó: Centenário de Jacó Guinsburg, em comemoração aos cem anos do nascimento do editor, escritor, professor da USP e crítico de teatro, que morreu em 2018. Dividido em três módulos – que serão realizados ao longo de um ano -, o evento reúne mesas de conversa, lançamento de livros e exibição de depoimentos de personalidades da arte e da cultura.

A curadoria do ciclo é de Gita Guinsburg, viúva de Jacó Guinsburg e professora aposentada do Instituto de Física da USP, e de Abílio Tavares, professor convidado do Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. 

O primeiro módulo, que acontece nesta terça-feira, dia 21, às 19 horas, tem como tema O Editor e Personagem de São Paulo. Ele contará com a roda de conversa A Cultura dos Livros, com participação de figuras ligadas à vida profissional e pessoal de Guinsburg: Celso Lafer, Danilo Santos de Miranda, Gita Guinsburg, Leda Maria Martins, Plinio Martins Filho, Rosangela Patriota, Andrea Nogueira, Abílio Tavares, Sergio Kon e Roberta Estrela D’Alva.

Segundo Tavares, a proposta desse primeiro módulo é destacar a importância de Guinsburg como editor fundamental da Perspectiva, que prestou “um serviço impressionante à cultura do País” através de um extenso catálogo de edições. Além disso, ocorre a exibição de depoimentos em vídeo e de trechos de uma entrevista inédita com o editor, realizada pelo jornalista e cineasta Evaldo Mocarzel. Outras partes do material serão apresentadas nos próximos dois encontros.

Capa do livro Digitais de Um Leitor, que será lançado nesta terça-feira, dia 21 – Foto: Reprodução

Os módulos seguintes estão marcados para 22 de março e 20 de setembro de 2022. A ideia, segundo Tavares, é conseguir realizá-los presencialmente, partindo de uma das grandes discussões que Guinsburg promovia em suas aulas: a questão da presença no teatro, elemento fundamental. “Os três módulos tentam abranger pelo menos três das várias particularidades de Jacó, que era um homem multifacetado”, diz Tavares.

Cada um dos três módulos contará com o lançamento de um livro. “As três obras estão ligadas intimamente à figura de Jacó”, diz Sérgio Kon, editor da Perspectiva e coordenador geral do projeto. O primeiro deles, Digitais de Um Leitor, “escrito por Jacó e organizado por ele, Rosangela Patriota, uma grande parceira dos últimos anos, e Gita, é uma reunião de textos curtos sobre livros e autores que ele admirava. Um livro de livros, de leitor para leitor”, explica Kon. Alguns exemplares serão sorteados durante o evento. 

 

Capa do livro Aventuras de Uma Língua Errante , que terá nova edição lançada no segundo módulo do evento em homenagem a Guinsburg, em março de 2022 – Foto: Reprodução

Em O Intelectual e Pensador – tema do segundo módulo, em março de 2022 –, a discussão terá como foco o pensamento e a produção literária e ensaística do editor, o judaísmo e as pontes com outras culturas. Será lançada uma nova edição de Aventuras de Uma Língua Errante. “O livro, obra de maior fôlego de Jacó, é o encontro de sua erudição com as raízes de seu judaísmo e amor pelo teatro e pela literatura. Um livro que ilumina a personalidade humanista e iluminista de seu autor”, diz Kon. Completando o módulo, será exibido o longa-metragem New Gaza, de Rita Martins Tragtenberg, baseado em contos do autor.

Por último, o terceiro módulo, com o tema O Professor e Homem de Teatro, vai refletir a “contribuição enorme de Jacó para nossa cultura teatral, em sua reflexão crítica, nas aulas que ministrava no curso de Artes Cênicas da ECA, com as várias gerações de artistas e pesquisadores muito importantes do teatro brasileiro que foram formados por ele”, conta Tavares. A roda de conversa terá participação de alunos e amigos de Guinsburg ligados ao teatro. Será lançado A Obra de Arte Viva e Outros Textos, do arquiteto e encenador suíço Adolphe Appia (1862-1928), um dos grandes renovadores do teatro moderno, segundo Sérgio Kon. Trata-se da primeira tradução da obra para o português, que foi a última realizada por Jacó.

“São quase cem nomes ao longo dos três módulos, de pessoas que estarão participando ao vivo das rodas de conversa, e outras através das gravações de pequenos depoimentos”, diz Tavares. A lista inclui intelectuais, artistas, alunos, parceiros e colaboradores, profissionais ou cotidianos, diz Tavares. Um exemplo é o enfermeiro que cuidou de Jacó em seus últimos anos. “São depoimentos muito impressionantes que revelam o outro lado do grande intelectual, a grande pessoa humana que Jacó foi”, diz o curador. Ele destaca ainda a parceria com o Sesc São Paulo, que viabilizou a produção do projeto com “a dimensão que Jacó merece”.

Editor, professor, pensador

Morto em 21 de outubro de 2018, Jacó Guinsburg chegou a São Paulo aos 3 anos de idade, sendo nativo da Bessarábia, na Moldávia. Sua trajetória é marcada por diversas contribuições para a cultura brasileira, como intelectual, acadêmico, professor, editor ou crítico teatral. Em 1965 fundou a Editora Perspectiva, por meio da qual editou cerca de 1.200 livros. Foi professor do Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes da USP entre 1967 e 1991, onde formou gerações de alunos.

“Jacó deu trabalho a seus pais por ser rebelde, inquieto e curioso. Adorava ler. Gostava de história e política e se apaixonou pelo teatro. Cercou-se de amigos que o ajudaram a fundar as editoras Rampa e Perspectiva e sempre o incentivaram. E o resultado disso tudo é a Editora Perspectiva de hoje”, conta a professora Gita Guinsburg. “Foi meu companheiro e pai de meus filhos. Construímos uma relação dialógica de muitos anos, de concordâncias e discordâncias que, de alguma maneira, resultaram nos trabalhos que ele realizou, entre eles a Perspectiva”, relata. 

Para Plinio Martins Filho, também editor e professor da ECA, que participa da roda de conversa nesta terça-feira, um dos aspectos que mais admirava em Guinsburg “era a coerência editorial na formação de um catálogo robusto sempre na fronteira do conhecimento, sem abrir mão de obras consagradas”, diz. “Nos 18 anos de convivência diária com ele na Editora Perspectiva, aprendi a admirar o grande homem, o grande editor, o erudito, o sábio. Ele foi exemplo em todas as dimensões de sua existência, e a grande obra de Jacó Guinsburg foi o conjunto dos livros e dos autores que ele editou, sempre com grande sabedoria e humildade intelectual”, reflete.

Banner do evento sobre o centenário de Jacó Guinsburg – Foto: Reprodução

O ciclo 100 Jacó: Centenário de Jacó Guinsburg tem início nesta terça-feira, dia 21, às 19 horas, com transmissão ao vivo pelo Youtube. Grátis. A programação completa do evento e mais informações estão disponíveis no site do Sesc.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.