Engenho dos Erasmos promove a Garapa Filosófica

A partir deste sábado, especialistas vão abordar temas ligados à história, à colonização e à paisagem do Brasil

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=207420
  • 78
  •  
  •  
  •  
  •  
O Engenho dos Erasmos, em Santos, é testemunho dos primeiros anos da colonização do Brasil – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

.
Neste sábado, dia 10, às 15 horas, o Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos da USP, em Santos (SP), dará início à Garapa Filosófica, série de quatro palestras que têm como tema “A história do lugar”. A palestra inaugural tem o título de Colonização, Terra e Trabalho na América Portuguesa e será proferida pela professora Vera Lucia Amaral Ferlini, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. O evento é uma realização da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP.

A outras três palestras vão ocorrer nos dias 24 de novembro, 1º e 8 de dezembro, sempre às 15 horas. África em nós/África e nós será a palestra a ser dada no dia 24 de novembro pela professora Leila Maria Gonçalves Leite Hernandes, também da FFLCH. No dia 1º de dezembro, o professor Marcos Pellegrini Bandini, do Departamento de Proteção e Defesa Civil de Santos, falará sobre a História geológica e ecologia da paisagem: como surgiu a floresta que nos cerca? Já no dia 8 de dezembro, o professor Pedro Niemeyer Cesarino, da FFLCH, abordará o tema Tempos e territórios indígenas.

A entrada na Garapa Filosófica é gratuita, mas as vagas são limitadas. Para participar é preciso se inscrever na página do evento

Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos fica na Rua Alan Ciber Pinto, 96, Vila São Jorge, em Santos (SP). Mais informações estão disponíveis na página da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP.

O Engenho dos Erasmos

O Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos é o mais antigo testemunho físico da colonização portuguesa no Brasil. Ele começou a ser construído em 1534, visando à produção de açúcar. Doado à USP em 1958, é um órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, que ali promove programas educacionais e culturais interdisciplinares, ligados à história, geografia, arqueologia, arquitetura, sociedade e ambiente.

Cartaz de divulgação da Garapa Filosófica, que começa neste sábado, no Engenho dos Erasmos, em Santos – Foto: Divulgação
  • 78
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados