Economista boliviano Enrique García assume Cátedra José Bonifácio

Cerimônia de posse acontece no dia 2 de abril, às 10 horas, na Cidade Universitária

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=233340
O economista boliviano Luiz Enrique García Rodriguez – Foto: Divulgação/University of Notre Dame

O economista boliviano Luis Enrique García Rodríguez é o novo titular da Cátedra José Bonifácio da USP. Ele substitui a ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla, em cerimônia que acontece no dia 2 de abril, às 10 horas, no auditório da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP, na Cidade Universitária. Na ocasião, haverá o lançamento do livro Democracia, Liderança e Cidadania na América Latina, coordenado por Laura, e a apresentação da versão digital gratuita dos seis livros já produzidos pela Cátedra José Bonifácio, disponíveis no site Livros Abertos, da Editora da USP (leia aqui matéria do Jornal da USP sobre os livros digitais da cátedra). García ficará um ano à frente da cátedra.

Presidente do Banco de Desenvolvimento da América Latina de 1991 a 2017, García foi ministro do Planejamento e Coordenação e chefe do Gabinete Econômico e Social da Bolívia entre 1989 e 1991. Ocupou o cargo de subsecretário de Planejamento e foi membro da diretoria do Banco Central boliviano de 1975 a 1978. Por 17 anos, trabalhou no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

No campo acadêmico, foi professor da Universidad Mayor de San Andrés e na Universidad Católica de La Paz, ambas na Bolívia. Atualmente, é professor visitante da London School of Economics e da Universidad de Havana, em Cuba.

“Enrique García é uma lenda do sistema financeiro latino-americano”, comenta o professor Pedro Dallari, docente do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP e coordenador do Centro Ibero-Americano (Ciba) da USP, que gerencia a cátedra. “Personalidade de destaque na governança do sistema financeiro internacional, Enrique García, entre muitas outras relevantes atribuições, presidiu o Banco de Desenvolvimento da América Latina, liderando a moldagem e a implementação de infraestrutura e políticas públicas regionais. Sua presença na USP assegurará o prosseguimento do admirável trabalho realizado por Laura Chinchilla e pelos destacados catedráticos que a antecederam”, acrescenta Dallari, que é colunista da Rádio USP.

O tema escolhido pelo economista para sua passagem pela cátedra é Infraestrutura e Políticas Públicas Regionais na América Latina. “Nós queremos identificar iniciativas ligadas a políticas de desenvolvimento que tenham cortes regionais, que não sejam apenas nacionais”, explica Dallari. Ao longo de um ano, García deverá se reunir com um grupo de pesquisa constituído especialmente para tratar desse tema, que contará com a presença de estudantes de pós-graduação selecionados através de um edital publicado em 15 de março.

Além disso, entre as atividades previstas para García estão conferências em diferentes unidades da USP e a discussão dos temas da cátedra na imprensa. No encerramento de seu mandato, será publicado um livro registrando as atividades, como ocorre desde a fundação da cátedra. Serão artigos de convidados, professores da USP e de outras instituições nacionais e internacionais e dos estudantes integrantes do grupo de pesquisa.

García é o sétimo titular da cátedra. Antes dele já ocuparam o posto o ex-presidente do Chile Ricardo Lagos (2013), o secretário geral da Secretaria Geral Ibero-Americana Enrique Iglesias (2014), a escritora e integrante da Academia Brasileira de Letras Nélida Piñon (2015), o ex-primeiro-ministro da Espanha Felipe González Márquez (2016) e a embaixadora do México no Brasil Beatriz Paredes (2017).

Surgida em 2013, a cátedra tem por finalidade trazer à Universidade personalidades relevantes do cenário ibero-americano para, no período de um ano, conduzir pesquisas, realizar conferências e incrementar o relacionamento da USP com a comunidade acadêmica dos países envolvidos. Cabe ao catedrático a condução de atividades relacionadas ao assunto de sua escolha.

“Desde sua constituição, a Cátedra José Bonifácio, dada sua conformação institucional, foi caracterizada como programa destinado a apoiar a atividade de pesquisa na USP, tendo a finalidade pedagógica específica de propiciar a pesquisadores científicos a possibilidade de se beneficiarem, de forma intensa e prolongada, do convívio com lideranças políticas, sociais e culturais da Ibero-América de relevante dimensão pública, possibilitando que se agregue ao conhecimento teórico aquele extraído da experiência obtida na trajetória dessas personalidades”, destaca Dallari.

A cerimônia de posse do economista Luis Enrique García Rodríguez na Cátedra José Bonifácio da USP acontece no dia 2 de abril, terça-feira, às 10 horas, no auditório da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP (Rua da Biblioteca, 21, Cidade Universitária, em São Paulo). Entrada grátis. 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.