Colóquio Mindlin apresenta os caminhos da produção de um livro

Em palestra nesta quarta-feira, dia 12, a professora Marisa Midori aborda as várias etapas de uma obra escrita

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=193702
  • 45
  •  
  •  
  •  
  •  
O político e escritor francês François Guizot, autor de De la Democratie en France, livro que será analisado pela professora Marisa Midori em palestra nesta quarta-feira, dia 12, às 14h30, na Biblioteca Mindlin da USP – Foto: Félix Nadar/Domínio Público via Wikimedia Commons

Nesta quarta-feira, dia 12, às 14h30, acontecerá o 26º Colóquio Mindlin, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP. O tema desta edição do evento é “De la Democratie en France, de François Guizot: do Manuscrito ao Livro”, que será abordado pela professora Marisa Midori, do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Em sua palestra, tendo como exemplo a obra de Guizot, a professora vai analisar todo o caminho da produção de um livro, desde a escrita até o seu impacto numa sociedade.

Marisa começará sua apresentação lembrando a Primavera dos Povos de 1848, como ficou conhecida a série de revoltas populares ocorridas naquele ano na Europa, iniciadas em Paris, na França, e que tiveram reflexos internacionais. O livro De la Democratie en France foi escrito nessa época por François Guizot, um ministro francês que foi derrubado pelos revoltosos franceses. Apesar de anti-revolucionário, Guizot pensa o significado da palavra “democracia” e de sua prática na França.

A professora Marisa Midori, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

“O que eu proponho é uma história da construção desse livro”, explica a professora. Ela vai partir do manuscrito e dos contratos editoriais para a publicação do livro até as primeiras resenhas que surgiram após o lançamento. “É uma história particular porque é a história do livro, mas também é uma história geral porque coloca em cena como é que se constrói um livro, além da produção do texto e da edição, tudo que está envolvido no processo de produção e difusão de um livro”, comenta Marisa. A professora também vai abordar, na palestra, a repercussão no Brasil do livro de Guizot.

A ideia do seminário é “discutir o processo de construção de um manuscrito, o trabalho autoral, as revisões do autor, em que medida o manuscrito nos permite entender os debates que eram realizados, o que é um contrato editorial no século 19, quais são as expectativas de um editor e, depois, como se constrói simbolicamente esse livro na sociedade”, como explica a professora.

A escolha de De la Democratie en France se deu em razão de um estudo sobre a ressonância da Revolução Francesa no Brasil. Essa publicação foi traduzida na época para o português e isso chamou a atenção da professora. “Isso mostra todo um trabalho e vontade de difusão desse livro.”

O 26º Colóquio Mindlin, “De la Democratie en France, de François Guizot: do Manuscrito ao Livro”, com a professora Marisa Midori, acontece nesta quarta-feira, dia 12 de setembro, às 14h30, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP (Rua da Biblioteca, 21, Cidade Universitária, em São Paulo). Entrada grátis. Inscrições podem ser feitas pelo e-mail bbm@usp.br ou pelo telefone (11) 3091-1154.

  • 45
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados