Cinema da USP participa do Festival de Curtas de Direitos Humanos

Entre os dias 10 e 15 de setembro, Cinusp vai apresentar filmes produzidos no Brasil e no exterior

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=193610
  • 42
  •  
  •  
  •  
  •  
Cartaz de divulgação do 11º Festival de Curtas de Direitos Humanos – Foto: Divulgação / Cinusp

.O Cinema da USP Paulo Emilio (Cinusp) é um dos locais de exibição de filmes da 11ª edição do Entretodos – Festival de Curtas de Direitos Humanos, que acontece de 10 a 15 de setembro, em diferentes salas de São Paulo, inclusive no interior e no litoral. Com a proposta de promover a cultura dos direitos humanos a partir da linguagem audiovisual, o festival busca dar visibilidade a produções de curtas-metragens nacionais e internacionais que sejam capazes de sensibilizar e provocar debates em torno de questões sociais, raciais, de cidadania e de identidade, sempre de forma lúdica, poética e participativa.

A temática deste ano é De fora pra dentro. Num vídeo de divulgação do evento, o curador da mostra, Jorge Grinspum, explica que o tema se refere à “internação” nas pessoas do imenso volume de informações, sensações, problemas, alegrias e tristezas disponíveis na contemporaneidade, que ocorre com muita frequência e numa velocidade absurda. Os filmes apresentados mostram como essa situação se transforma num filme, numa obra de arte.

No Cinusp, a mostra está dividida em cinco blocos. No primeiro, intitulado Encruzilhada, a ser exibido nos dias 11 e 12, vão ser apresentados os curtas Gray umbrela (Irã, direção: Mohammad Poustindouz), Destino (Brasil, direção: Moisés Pantolfi), The Beast (Brasil, 2016, direção: Michael Wahrmann e Samantha Nell), Balança Brasil (Brasil, 2017, direção: Carlos Segundo) e Peripatético (Brasil, 2017, direção: Jessica Queiroz).

O segundo bloco, Confessionais, nos dias 12 e 14 trará Retratos sobre o não ver (Brasil, 2018, direção: Erik Gasparetto), A rua das casas surdas (Brasil, 2016, direção: Gabriel Mayer e Flávio Costa), Silêncios (Brasil,  2017, direção: Caio Casagrande), Fantasia de índio (Brasil, 2017, 18’, direção: Manuela Andrade), La primera vez que te vi (Espanha, 2018, direção: Guillermo Tirado) e Últimos dias (Espanha, 2017, 15’, direção: Arturo León Llerena).

Nos dias 10 e 13, o terceiro bloco, O Alheio, apresentará Nanã (Brasil, 2017, 25’, direção: Rafael Amorim), Ava Marangatu (Brasil, 2016, direção: Genito Gomes, Valmir Gonçalves Cabreira, Jhonn Nara Gomes, Jhonatan Gomes, Edina Ximenez, Dulcídio Gomes, Sarah Brites, Joilson Brites), Sin título. Tercer movimento (Espanha, 2017, direção: Julio Lamaña e Ricardo Perea) e Estamos todos aqui (Brasil, 2017, direção: Chico Santos e Rafael Mellim).

Já o quarto bloco, Na Pressão, nos dias 11 e 14, terá Alma bandida (Brasil, 2018, direção: Marco Antônio Pereira), Mocinho e bandido (Brasil, 2018, direção: Guto Bozzetti), Cien cuadras de noche (Argentina, 2017, direção: Rafael Perez Boero), Clara consiente (Argentina, 2017, direção: Ivan Stoessel e Federico Pozzi) e Menina Seta (Brasil, 2017, direção: Camila Tarifa).

Finalmente, o quinto bloco, Trajetória, nos dias 10 e 13, exibirá Do outro lado (Brasil, 2018, direção: Bob Yang), Merma (México, 2017, direção: Enrique Herman Aguilar Jansonius), Primavera de Fernanda (Brasil, 2018, direção: Débora Zanatta e Estevan de la Fuente), e À espera (Moçambique, 2016, direção: Sónia André).

As sessões ocorrem sempre às 16 e às 19 horas, no Cinusp, que fica na Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia, favo 4, na Cidade Universitária, em São Paulo.

A programação completa dos filmes da 11ª edição do Entretodos – Festival de Curtas de Direitos Humanos a serem apresentados no Cinema da USP está disponível na página do Cinusp.

A programação completa do festival pode ser consultada neste endereço.

 

  • 42
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados