Chico Teixeira mostra novo CD e canta “Luar do Sertão” na Rádio USP

Cantor lançou “Ciranda de Destinos”, em que interpreta dez músicas de autores como Tom Jobim e Cartola

Ouça nos links abaixo a íntegra da entrevista com o cantor e compositor Chico Teixeira, apresentada no dia 9 de dezembro de 2019 no programa Via Sampa Estúdio, da Rádio USP (93,7 MHz).

“Ninguém consegue derrubar a cultura. A tempestade passa, a música fica. Tem músicas de 200, 300 anos. Eu quero ver quem é que consegue derrubar isso. Pode latir à vontade, pode fazer o que quiser, mas tem coisas que não se destroem. A música tem o poder de mostrar que todos somos iguais. No fundo somos todos seres humanos e queremos viver com dignidade, com amor, poder criar nossos filhos, poder usufruir das coisas boas que tem na vida. Só tem coisa linda. Não adianta, pode empurrar coisa ruim para nós, que não vai adiantar. A beleza sempre vence.”

O cantor e compositor Chico Teixeira, que acaba de lançar novo CD – Foto: Divulgação / Kuarup

Essas frases – uma tocante declaração de amor à música e à arte – foram ditas pelo cantor e compositor Chico Teixeira durante o programa Via Sampa Estúdio, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido ao vivo no dia 9 de dezembro de 2019. Chico Teixeira foi aos estúdios da Rádio USP apresentar o seu mais recente trabalho, o CD Ciranda de Destinos, lançado pela gravadora Kuarup.

O novo disco de Chico Teixeira tem a capa assinada pelo artista gráfico Elifas Andreato – Foto: Reprodução

Com capa assinada pelo artista gráfico Elifas Andreato, o disco traz dez músicas de diferentes autores, entre elas Trenzinho do Caipira, de Villa-Lobos, com letra de Ferreira Gullar, Correnteza, de Tom Jobim, Três Nascentes, de João Pacífico, e Rancho Fundo, de Lamartine Babo e Ary Barroso. As Rosas Não Falam, de Cartola, Negrinho do Pastoreio, de domínio público, e Nau Sertaneja, de Renato Teixeira – pai de Chico -, também fazem parte do álbum. “É o primeiro disco que eu faço interpretando músicas de outros autores. Os meus outros discos são autorais”, informou o cantor, explicando que gosta de cantar composições de outros artistas para perceber as suas histórias e seus raciocínios poéticos e de composição. “Isso vai substanciando também meus argumentos para as minhas composições.”

No segundo bloco do programa, Chico Teixeira cantou ao vivo Luar do Sertão – música que não está no novo CD -, numa belíssima e tocante interpretação acompanhado apenas do violão.

Disponível nas plataformas digitais, o CD Ciranda de Destinos também está à venda nas livrarias, no site da gravadora Kuarup e no site pessoal de Chico Teixeira.

Ouça nos links acima a íntegra da entrevista de Chico Teixeira no programa Via Sampa Estúdio, da Rádio USP.

 

 

 

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.