Arqueologia é essencial para entender a Antiguidade

Professor Pedro Funari aborda o tema em mais um vídeo da série “Estudos Clássicos em Dia”

 22/04/2021 - Publicado há 7 meses
O sítio arqueológico de Pompeia, no sul da Itália: fonte de informações sobre história, filosofia, língua e literatura do mundo antigo – Foto: Wikipédia

 

Assista no link abaixo ao vídeo Arqueologia e os Estudos Clássicos, da série Estudos Clássicos em Dia, com o professor Pedro Paulo Abreu Funari, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Como uma atividade que está sempre produzindo dados novos – através de escavações de objetos, por exemplo -, a arqueologia dá uma contribuição fundamental para os estudos clássicos, entendidos como a investigação sobre a Antiguidade em seus vários aspectos – históricos, filosóficos e linguísticos, entre outros.

Na área da filosofia – aparentemente mais distante da arqueologia -, a atividade arqueológica é importante porque descobre fragmentos de textos filosóficos de pensadores antigos. Exemplo disso é a inscrição descoberta na cidade de Enoanda, na atual Turquia, mandada fazer por um epicurista de nome Diógenes, o que permitiu a preservação de ideias do filósofo grego Epicuro (341-270 antes de Cristo).

No que se refere à língua e à literatura, a arqueologia trouxe à luz uma série de grafites no sítio arqueológico de Pompeia, no sul da Itália, que revelam curiosos aspectos sobre a norma culta e a coloquial do idioma latino. Alguns desses grafites até mesmo prenunciam as línguas românicas que se originariam do latim.

Essas são algumas análises feitas pelo professor Pedro Paulo Abreu Funari, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em mais um vídeo da série Estudos Clássicos em Dia, produzida pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Assista no link acima ao vídeo Arqueologia e os Estudos Clássicos.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.