Aprenda mais com as atrações on-line do Museu do Ipiranga

Palestras, exposições e artigos sobre história, arte e cultura estão acessíveis gratuitamente na internet

Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=319774
Museu Paulista da USP,  localizado no bairro do Ipiranga, em São Paulo – Imagem: Wikimedia

Uma ampla oferta de palestras, debates e publicações promovidos pelo Museu Paulista da USP – popularmente conhecido como Museu do Ipiranga – está disponível gratuitamente na internet.

Entre as atividades oferecidas estão 29 palestras realizadas pelo museu entre 2016 e 2020. Uma dessas palestras é Arte Urbana no Século XXI, proferida no dia 25 de janeiro deste ano pelo curador Baixo Ribeiro – formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP -, fundador da Galeria Choque Cultural, voltada para ações ligadas à arte urbana e mídias digitais. “A arte urbana já foi assimilada pelo mercado de arte e hoje apresenta diversos expoentes, mas ainda não está tão presente em museus e universidades”, afirma o texto de apresentação da palestra, publicado ao lado do vídeo. “A pergunta que se faz é: com tanto potencial de transformação e qualificação das cidades, como será o desenvolvimento da arte urbana nas próximas décadas?”

Outra palestra oferecida é Mulher, Intimidade e Poder, proferida pela historiadora Priscila Nina Fernandes no dia 15 de março de 2019, por ocasião do Mês Internacional da Mulher. Nela, a historiadora discorreu sobre as relações de poder entre os gêneros na contemporaneidade.

Candido e Carone: Um Elogio à Amizade é o registro de palestras dadas durante a abertura da exposição Antonio Candido na Coleção Edgard Carone, realizada em 2018 no Museu Republicano Convenção de Itu – ligado ao Museu Paulista. As palestras, que versaram sobre o relacionamento entre o crítico literário e o historiador, foram feitas pelas professoras Marisa Midori, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, e Marina de Mello e Souza, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP – filha de Antonio Candido -, com a mediação da professora Maria Aparecida de Menezes Borrego, do Museu Paulista.

Lênin e a Revolução Russa, Galeria Artística do Museu Paulista, A Pintura de História e os Bandeirantes e Diagnosticando e Enfrentando a Violência contra as Mulheres na Internet são outras palestras disponíveis no site do Museu do Ipiranga. As 29 palestras podem ser acessadas através deste link.

Mas tem mais. O público pode participar da exposição virtual A Independência do Brasil na Tela: Imaginando o Grito do Ipiranga. Essa atividade permite explorar virtualmente a mais famosa obra do acervo do Museu do Ipiranga, a tela Independência ou Morte, do pintor paraibano Pedro Américo (1843-1905). A tela está na plataforma Google Arts & Culture, que chega ao requinte de destacar detalhes das pinceladas do artista.

Quadro Independência ou Morte, do pintor Pedro Américo – Imagem: Divulgação

“Essa pintura foi encomendada para ornamentar o Salão Nobre do Museu do Ipiranga, espaço projetado especialmente para abrigá-la”, informa o texto da exposição, citando ainda que a obra foi feita na cidade italiana de Florença e concluída em 1888. “Ela representa o momento em que o príncipe regente Dom Pedro, após receber uma carta exigindo sua volta a Portugal, proclama a Independência do Brasil no dia 7 de setembro de 1822. Essa pintura é uma visão idealizada do momento do grito do Ipiranga. O pintor Pedro Américo se inspirou em quadros europeus e elaborou muitos esboços antes de realizar essa obra de arte.” A exposição virtual está acessível neste link.

O site do museu dá acesso também aos Anais do Museu Paulista, uma revista publicada desde 1922 que trata principalmente de temas relacionados à museologia, à conservação e ao restauro. A mais recente edição da revista – de número 28, lançada neste ano – traz, entre outros artigos, o ensaio Arte Contemporânea em Diálogo com a Tradição Visual: Cardoso, Zocchio e Navas (São Paulo, 1887-2016), de autoria do doutorando em História Social pela USP Ricardo Mendes.

Outras atrações on-line oferecidas pelo Museu Paulista podem ser exploradas no site do museu (www.mp.usp.br) e também na página da instituição no Facebook.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.