Adoniran Barbosa explorou temas sociais pouco abordados antes dele

Programa “Olhar Brasileiro”, da Rádio USP, transmite o terceiro episódio de série sobre o compositor paulista

Ouça nos links abaixo o programa Olhar Brasileiro, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido no dia 16 de agosto de 2020, que apresentou o terceiro episódio da série sobre o compositor paulista Adoniran Barbosa (1910-1982).

Adoniran Barbosa: o nome artístico foi criado pelo próprio compositor ao juntar o nome de um amigo com o sobrenome de um cantor do Rio de Janeiro – Foto: Reprodução – Fotomontagem /Jornal da USP

“De samba em samba, Adoniran Barbosa foi se tornando um compositor diferente, estudando assuntos sociais e abordando temas do povo de São Paulo que poucos escritores antes dele ousaram abordar”, disse o pesquisador Omar Jubran no terceiro episódio da série sobre Adoniran Barbosa apresentada no programa Olhar Brasileiro, da Rádio USP (93,7 MHz).

No programa, transmitido no dia 16 passado, Jubran explicou a origem do nome artístico Adoniran Barbosa, que o paulista de Valinhos João Rubinato deu para si mesmo. “Segundo ele próprio, isso não era nome para um sambista. Assim, pinçando o nome de um amigo que trabalhava nos Correios, o Adoniran Alves, e o sobrenome de Luiz Barbosa, cantor de sambas do Rio de Janeiro, ficou para sempre Adoniran Barbosa”, disse o pesquisador.

Grandes sucessos de Adoniran, como Luz da Light e Samba do Arnesto, além de outras obras menos conhecidas, foram ouvidos nessa edição de Olhar Brasileiro.

Ouça nos links acima a íntegra do programa.

Olhar Brasileiro vai ao ar pela Rádio USP (93,7 mHz), sempre aos domingos, às 10 horas, com reapresentação na terça-feira, à 0 hora, inclusive via internet, através do site da emissora. Às terças-feiras ele é disponibilizado no site do Jornal da USP. O programa é produzido e apresentado pelo pesquisador Omar Jubran.

As edições anteriores de Olhar Brasileiro estão disponíveis neste link.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.