Revista “Scientia Agricola” eleva fator de impacto, maior do Brasil na área

Publicação é a revista de ciências agrárias brasileira com maior índice de citações

Por - Editorias: Ciências
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn20Print this pageEmail

A revista Scientia Agricola atingiu este mês o Fator de Impacto (FI) 1,108, o maior índice de sua história. Com essa marca, a publicação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) volta a ser a primeira revista brasileira de ciências agrárias e a 29ª revista nacional (de todas as áreas) de maior FI. “Com isso, reforçamos ainda mais nossa liderança em nível nacional e passamos a ingressar o grupo seleto de revistas internacionais em ciências agrárias com FI maior que 1”, ressalta o editor chefe Paulo Sentelhas.

O FI representa o número de vezes que artigos publicados pela revista, em dois anos, são citados no ano seguinte por revistas que compõem uma base de dados, dividido pelo número de artigos publicados no referido período.

Editada desde 1992, em continuação aos Anais da Esalq e absorvendo a revista Energia Nuclear e Agricultura, a Scientia Agricola é uma publicação da Universidade de São Paulo que publica artigos originais que contribuam ao avanço científico das ciências agrárias, ambientais e biológicas.

Os interessados em encaminhar artigos para publicação devem seguir as instruções aos autores e enviar seus trabalhos pelo sistema on-line, acessando o site http://www.scielo.br/sa, clicando em “submissão on-line”.

A Scientia Agricola passou a ser veiculada exclusivamente em sua versão eletrônica a partir de 2017, sendo a versão impressa descontinuada.

Saiba mais no site www.scielo.br/sa.

Caio Albuquerque / Divisão de Comunicação da Esalq

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn20Print this pageEmail

Textos relacionados