Revista ocupa 1º lugar entre publicações da área de Ciências Agrárias

“Scientia Agricola” é uma publicação científica da USP e sua colocação é a melhor entre revistas brasileiras

  • 394
  •  
  •  
  •  
  •  
Capa da Revista Scientia Agricola – Foto: Divulgação

A Scientia Agricola, periódico da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, manteve-se como a principal revista científica na área de Ciências Agrárias do Brasil. Entre as 130 revistas brasileiras indexadas na base de dados Web of Science, ela atingiu o Fator de Impacto (FI) 1,383.

Os dados foram divulgados, no dia 26 de junho, pelo Journal Citation Report (JCR), pertencente à Clarivate Analytics, em ranking de medição do fator de impacto das revistas científicas internacionais.

Considerando todas as áreas de conhecimento entre as publicações brasileiras, a Scientia Agricola é a 24ª colocada, com FI (2 anos) = 1,383 (maior valor atingido), e a 14ª colocada, com FI (5 anos) = 1,728. Ela manteve-se em primeiro lugar no ranking de fatores de impacto em 2017, na área de Ciências Agrárias, e continua sendo nível máximo (A1) em Ciências Agrárias I do Qualis/Capes.

Desde 2004, a revista está indexada no Web of Science e vem apresentando, ao longo desse período, uma consistente evolução no número de citações: 459 citações de 2004 a 2006, 1.715 de 2007 a 2009, 3.205 de 2010 a 2012, 4.036 de 2013 a 2015 e 4.314 de 2016 a 2018 (até junho), tendo uma média de 9,11 citações por artigo.

Editada desde 1992, em continuação aos Anais da Esalq e absorvendo a revista Energia Nuclear e Agricultura, a Scientia Agricola é uma publicação que divulga artigos originais que contribuam ao avanço científico das Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas.

Paulo Cesar Sentelhas, professor do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq e editor-chefe da revista, afirma que, devido ao trabalho incansável desempenhado ao longo das últimas décadas, a evolução do FI vem sendo contínua e sustentável. “Esse trabalho vem se desenvolvendo desde a alteração do nome de Anais da Esalq para Scientia Agricola.

Sentelhas também atribui o sucesso da revista ao intenso envolvimento da instituição e da equipe que trabalha para obter esse resultado (funcionárias das áreas administrativa e técnica, editores conselheiros, editores associados e revisores). “Uma revista de alto nível se faz com trabalhos de qualidade, que resultam de um processo criterioso de revisão”, complementa o editor.

O Fator de Impacto (FI)

O FI é uma métrica que visa a avaliar o quanto um dado periódico científico é citado, o que acaba sendo o principal indicador de qualidade de uma revista. O fator de impacto é calculado pela razão entre o número de citações recebidas pela revista no biênio em questão (neste caso 2015-16) e o número de trabalhos publicados nesse mesmo período.

Alicia Nascimento Aguiar/Assessoria de Comunicação da Esalq

  • 394
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados