História da contratação dos docentes da USP é tema de conferência

Promovido pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo e pelo Arquivo Geral da USP, o evento será realizado no dia 29 de setembro, quinta-feira, das 14h às 18h, e abordará aspectos importantes da formação da Universidade, a partir de documentos que registram a contratação de intelectuais que ajudaram a fundar a instituição, em 1934.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

No dia 29 de setembro, quinta-feira, das 14h às 18h, o Arquivo Público do Estado de São Paulo e o Arquivo Geral da USP promovem uma conferência sobre aspectos importantes da formação da Universidade, a partir de documentos que registram a contratação de intelectuais que ajudaram a fundar a instituição, como Fernand Paul Achille Braudel, Claude Lévi-Strauss, Pierre Monbeig, entre outros.

A ideia de realizar a conferência surgiu após a “redescoberta” de três livros de contratos de trabalho de 89 professores, assistentes e técnicos científicos da USP, nas décadas de 1930 e 40, os quais estavam sob a guarda da antiga Secretaria Estadual da Educação e Saúde Pública e depois foram para o Arquivo Público do Estado de São Paulo, que os digitalizou e ainda mantém sua conservação.

Foi por meio desses documentos que a vinda de professores estrangeiros e nacionais foi formalizada. Neles são observados aspectos relacionados à organização estrutural, acadêmica e filosófica da Universidade, à constituição de hierarquias, à padronização de métodos de avaliação etc.

“Esses contratos respondem a uma demanda de pesquisa que, até então, a USP não fora capaz de desenvolver em sua totalidade. Faltava-lhe o ‘documento inicial’ que estabeleceu a relação entre ela e aqueles que participaram ativamente de sua formação, os quais contribuíram para a consolidação da excelência da USP como a maior instituição de Ensino Superior do país”, destaca a equipe de Pesquisa e Difusão do Arquivo Geral da USP, como justificativa da realização do evento.

Programação

A abertura do evento terá a presença do diretor técnico do Centro de Acervo Permanente do Arquivo Público do Estado de São Paulo, Marcelo Thadeu Quintanilha Martins; e da supervisora técnica de Gestão Documental do Arquivo Geral da USP, Lílian Miranda Bezerra.

A partir das 15h, será realizada a mesa-redonda “O alvorecer da Universidade de São Paulo: memórias de ex-alunos”, com a participação de dois docentes da USP: Anita Novinsky e Setembrino Petri, respectivamente, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e do Instituto de Geociências (IGc) – ambos são professores eméritos por suas Unidades. A mediação será da professora do Ensino Fundamental, Neuza Guerreiro de Carvalho, que é ex-aluna do Instituto de Biociências (IB) da Universidade, além de trabalhar em projetos de recuperação de memórias de vida.

Às 16h40, acontecerá a palestra “Entre arquivos e memórias: a história da Universidade de São Paulo”, ministrada pela professora da FFLCH, Ana Maria de Almeida Camargo. Em seguida, será realizada a sessão de perguntas do público.

Os interessados devem se inscrever, gratuitamente, pelo link. O evento será realizado no Auditório do Arquivo Público do Estado, localizado na Rua Voluntários da Pátria, 596 – Santana, São Paulo (ao lado da estação Portuguesa-Tietê do metrô).

Mais informações pelo telefone (11) 2089-8123 ou e-mail ag.eventos@usp.br.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados