Desmatamento muda sistema das chuvas em Rondônia

A análise de 20 anos de dados coletados em Rondônia, uma das regiões mais devastadas da Amazônia, mostra que a chuva não cai mais onde caía antes

Por

Paulo Artaxo, do Instituto de Física da USP, fala sobre o seu último artigo “Interações biosfera-atmosfera: o tamanho do desmatamento influencia a precipitação”, tradução livre, publicado na edição de 20 de fevereiro na revista Nature Climate Change. Ele e Jeffrey Q. Chambers, da Universidade da Califórnia, foram escolhidos pela Nature para comentarem um estudo, publicado por pesquisadores americanos, que analisaram 20 anos de dados de precipitação na região do Estado de Rondônia. O estado já teve mais de 50% da floresta desmatada.

O artigo Biosphere–atmosphere interactions: Deforestation size influences rainfall está disponível, em inglês, completo apenas para assinantes.

Por Fabiana Mariz, do Núcleo de Divulgação Científica da USP
Imagens: Lucca Chiavone | Edição de vídeo: Fabiana Mariz, Lucca Chiavone


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.