Livro sistematiza dados sociodemográficos da Baixada Santista

Disponível on-line, projeto busca ajudar na identificação e solução de problemas territoriais

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Trabalho pretende reconhecer e ajudar a resolver problemas do ordenamento territorial a partir de políticas públicas – Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Um projeto recente pretende diagnosticar situações problemáticas relacionadas a uma eficiente implementação de políticas públicas e à garantia do direito a uma vida digna para a população.

Lançado como livro digital, o trabalho representa uma atualização, com base nos dados do Censo Demográfico 2010, do Atlas Baixada Santista: diversidades socioespaciais, produzido em 2007 pelo Núcleo de Estudos de População Elza Berquó (Nepo) e Núcleo de Economia Social, Urbana e Regional (Nesur), ambos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a partir de dados dos Censos 1980, 1991 e 2000. O livro foi organizado pelos professores José Marcos Pinto da Cunha (também pesquisador do CEM/Cepid) e Luiz Antonio Chaves de Faria.

Trata-se, assim, de uma iniciativa de sistematização e espacialização de dados sociodemográficos, com o objetivo de evidenciar a diversidade presente na Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS), visando ao melhor entendimento dos processos sociais e demográficos e, principalmente, de alguns dos principais problemas e/ou carências que afligem a população regional.

Fotografia aérea do município da Estância Balneária de Santos – Foto: Agência CNT / Flickr via Wikimedia Commons CC by 2.0

Deste modo, sua concepção teve como referência as características de uma região metropolitana, tais como a fluidez territorial e as complementaridades e contiguidades socioespaciais. A despeito da importância das divisões administrativas municipais — obviamente não negligenciadas —, considera-se fundamental que o “olhar metropolitano” seja central para um diagnóstico que busque a identificação e solução dos problemas relativos ao ordenamento territorial e a elaboração e eficaz aplicação de políticas públicas voltadas para a garantia da qualidade de vida da população, em especial a de mais baixa renda.

O conjunto de mapas e tabelas apresentado no volume visa a ilustrar algumas das dimensões sociodemográficas mais relevantes para que, a partir de sua leitura e observação, o leitor possa ter uma boa ideia da diversidade socioespacial existente na RMBS e, quem sabe, dela vislumbrar não apenas aprofundamentos, mas, sobretudo, novas questões que mereçam ser investigadas e desigualdades que devam ser denunciadas.

Ficha técnica

Região Metropolitana da Baixada Santista: diversidades socioespaciais na virada para o século XXI

Organizadores: José Marcos Pinto da Cunha e Luiz Antonio Chaves de Faria

Ano: 2017

ISBN (eBook): 978-85-65608-44-2

Formato: Disponível em livro digital (e-book) compatível com os padrões epub e Amazon Kindle. O formato digital pode ser lido com iPad, iPhone, iPod, Kindle, Kindle Paperwhite, Kindle Fire, Kobo, Windows e Mac.

Mais informações sobre compatibilidade com aplicativos e dispositivos de leitura disponíveis nos websites dos fabricantes e através do e-mail librum@librum.com.br

Ximena León Contrera / Centro de Estudos da Metrópole

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados