Pesquisa sobre câncer ganha prêmio de história da ciência

Historiador investigou o processo de construção de representações sobre o câncer em São Paulo entre 1892 e 1953

  • 67
  •  
  •  
  •  
  •  
Entre os achados estão periódicos como o Brazil Medico, dissertações como a do cirurgião Arnaldo Vieira de Carvalho e o livro O câncer precisa ser combatido, escrito por Antonio Prudente – Fotos: Museu da FMUSP via FMUSP

A Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC) escolheu uma pesquisa defendida no Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) para receber o prêmio de Melhor Dissertação de Mestrado deste ano. O historiador Elder Al Kondari Messora, autor do trabalho, investigou o processo de construção de representações sobre o câncer em São Paulo a partir de notícias de jornais, anuários estatísticos, boletins médicos e teses doutorais produzidos no período entre 1892 e 1953.

No esforço para contar a história social do câncer em São Paulo, Messora escolheu esse período para estudar porque, de um lado, 1892 marca a origem das primeiras instituições paulistas que transformaram o câncer em um problema que exigia atenção pública e, de outro, 1953 é a data de construção do Hospital A. C. Camargo, que foi celebrado pelos jornais como um grande trunfo contra a doença.

Elder Al Kondari Messora, autor da dissertação de mestrado premiada pela Sociedade Brasileira de História da Ciência – Foto: Arquivo pessoal via FMUSP

Sob a orientação do professor André Mota, o historiador narrou as dificuldades da comunidade científica da época. Não existia uma especialidade médica voltada para o tratamento exclusivo do câncer. Enquanto a comunidade médica buscava patrocínios para pesquisas e instituições, os órgãos públicos se restringiam a registrar o crescimento vertiginoso da mortalidade causada pela doença, que era chamada de “mal da civilização”.

O prêmio será entregue durante o 16º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, que acontece de 15 a 18 de outubro de 2018 em Campina Grande, na Paraíba. Fundada em 1983, em São Paulo, e com sede atualmente no Rio de Janeiro, a SBHC premia a cada dois anos as teses e dissertações que tenham se destacado na temática de história das ciências.

O trabalho de Messora está disponível no repositório de teses e dissertações da USP.

Com informações da Assessoria de Comunicação da FMUSP

  • 67
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados